A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador pneus slick. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pneus slick. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Transição

Meu amigo Caco - Carlos Mesa Fernandes -, usei essa mesma configuração de pneus em meu VW D3 no ano de 1971, Pirelli Cinturatto 165 na dianteira e 185 na traseira. 

Estreei nas pistas no longínquo 1971, naquele mês de março aos 18 anos já acompanhava o automobilismo de muito, época maravilhosa que a atividade vinha descobrindo a aerodinâmica, o uso dos fluidos, de novos materiais e sobretudo dos pneus. Em seis ou sete corridas naquele ano, primeiro como estreante depois como novato usei os pneus Cinturatto da Pirelli, já estava acostumado à eles pois dois anos antes já equipavam meu Karmann Ghia branco e outros carros que tive. Eles eram duros, os carros ficavam barulhentos porem a diferença deles em todas as condições de uso dos veículos era enorme. Freavam e faziam curvas com muito mais segurança que os pneus diagonais, eram muito mais rápidos!

1982 - Atrás de mim vem Elcio Pelegrini usando os Pirelli Corsa slick da F.2, caso não me engane na largura 8x20 na dianteira e 12x22 na traseira, eu com os Magion na medida 10x20 nas quatro rodas. Na foto ele sai da primeira perna do "S" original e eu estou tomando o Pinheirinho, notem que o pneu dianteiro direito vem bem apoiado no asfalto em toda sua largura. 

Em 1972, já como graduado, lembro que na Copa Brasil usei os pneus Pirelli Corsa de competição eram os mesmos que equipavam as Alfa Romeo e BMW que corriam aqui e lá fora, mas qual não foi minha surpresa ao ver no carro de meu amigo Guaraná os slicks iguais aos que a F.Um e F.Dois vinham usando desde o começo do ano, em relação aos Corsa a diferença era brutal.
Eram os silics chegando e a diferença que faziam era enorme, freavam muito mas muito mais, tracionavam muito melhor e contornavam as curvas em velocidades muito superiores, enfim chegando para ficar.

 1969 lançamento da Lotus 72, Rindt, Chapman e Duckworth.
Stewart em Monza.
 1970 - A última corrida da F.Um antes da chegada dos slicks!
1971 - Chris Amon com a Matra MS120B em Kyalami, a chegada dos slicks!
1971 - Pedro Rodriguez na BRM P160 em Zandvoort.

Na F.Um a última corrida da temporada de 1970 no México ainda foram usados pneus com ranhuras para logo no começo da temporada de 1971 em Kyalami usarem os slicks.
Lembro da primeira vez que pilotei um deles, eram os Magion, a diferença nas freadas era brutal no primeiro treino com outros carros pensava que aqueles “malucos” à minha frente jamais conseguiriam baixar a velocidade para tomar certa curva, apenas para descobrir logo à seguir que podia com toda tranqüilidade que permite uma tocada rápida frear no mesmo lugar.

Rui Amaral Jr            

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

PNEUS

1972, eu estava com os Pirelli Corsa que fui buscar na fábrica com o Expedito, Guaraná acredito que já com os slick...

1971, estreei na Divisão Um e logo a seguir fui para Divisão 3 como Novato, foram 5 ou 6 corridas num VW da categoria, usávamos então os pneus Pirelli Cinturatto e na maioria dos carros eram configurados assim, rodas 13x 5.5` na dianteira com pneus 165/13 e na traseira 13x8` com pneus 185/13`. Pneus nacionais eram do regulamento da Estreantes e Novatos e mesmo a maioria dos pilotos graduados usavam uma configuração semelhante, fora as feras que corriam na Classe B com os Opalas, como o Pedro Victor, que usavam pneus importados de competição, mas uma grande mudança acontecia no mundo do automobilismo...eram os pneus SLICK, sim eles eram totalmente lisos e para nós era uma maravilha que logo estaria chegando!
Na foto de 1972 corro com um VW D3 que havia comprado do Marazzi, alguns pilotos já dispunham dos slicks comprados da Formula 2 quando da temporada brasileira, eu corria com Pirelli Corsa de competição, os mesmos usados pelas Alfas, muito mais rápidos que os Cinturatto mas nada que se comparasse aos slicks. 

Estreantes e Novatos 1972, meus amigos Jr Lara e Teleco com os Cinturattos.
1972 E&N uma das feras da Kinko e Jr Lara no Sol
 Pedro Victor e seu Opala D3, a foto deve ser de 1971 vejam os pneus GoodYear pré slick...
Zé Pedro 
Ciro Cayres



Ah, os slicks! Lembro a 1ª vez que andei com eles e por mais que meu amigo Ricardo Achcar os deplore eles são sensacionais. Lembro de ter saído dos boxes em Interlagos e logo após ao entrar no Retão notar que em linha reta eles parecem dançar, parece que a linha reta vai e volta embaixo do carro e já ao frear para Três notei que o limite era muitos metros adiante, muitos mesmo!
Fui andando e pegando o limite que parecia sempre estar muito à frente, na Três que com os Cinturatto freávamos aos 80m e com os Corsa à uns 60m (essas distancias são mais ou menos pois na freada da Três havia uma placa nos 50m) freava além da placa e por incrível que pareça fazia a curva, o Sol então nem se diga, com os motores de então parecia que o limite nunca chegava, coisa que mais tarde e com a evolução dos motores ficou mais forte e aí sim valia a força de grip dos pneus. 

OS SLICK

IMPORTADOS

Os primeiros slick acredito que da F2 internacional, na foto meus amigos Gauraná e Italo Adami com Robertinho.
Pedro Victor
Guaraná na equipe de Amador Pedro aí já com os Blue Strick (acredito ser esta a grafia!)


 Ingo
 Guaraná e Ingo
Ney Faustini
Bé- Clelio Moacyr de Sousa.
Esperando a abertura dos boxes, começo de 70...
Luiz Pereira Bueno

OS NACIONAIS

Arturo e Amadeo com os Maggion.
Alex Silva pneus Maggion, Conde Pankowski e Luiz Eduardo Duran...
Elcio Pelegrini pneus Pirelli
Conde-Luiz Henrique Pankowski, Maggion de chuva
Duas configurações diferentes; TEP -Paulista da D3- eu com os Pneubrás de altura 20`nas quatro rodas 10.5x13 e  Elcio com os Pirelli da F2 rodas 7x13 na frente com pneus altura 20`e 11x13 na traseira com pneus de altura 22`.  

A EVOLUÇÃO
Lançamento da Lotus 72, Rindt com Chapman e Duckworth
 Hill com a Lotus 49 em Monaco, pré slick...
 Emerson em 1971 com a Lotus 72D já com os slick

Carlos Pace na temporada brasileira de Formula 2 

Rui Amaral Jr