A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Torneio União e Disciplina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Torneio União e Disciplina. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Num belo dia em 1971

Obrigado Luiz...
O Porsche 908/2 com Luiz ao volante, lá atrás Jan Balder espia, no lado esquerdo da foto duas pessoas que conheço, apenas os nomes não lembro!

Lembro bem, muito bem, naquele dia de junho de 1971, ia fazer minha segunda corrida. Lembro do macacão feito pela mãe do Ítalo Adami - ainda outro dia falamos sobre - e do capacete aberto que usava, era verde e amarelo. Dias antes já havia treinado com o VW D3 azul #84 da equipe De Lamare, depois treinei nos dois dias de treinos oficiais, e naquele domingo ia enfrentar algumas feras da categoria Estreantes e Novatos, entre eles meu amigo José Martins Jr no imbatível Puma #48, o excelente Hiroshi Yoshimoto em outro VW D3 super bem preparado pela Kinko, José Maldonado e Paulo Condrackti ambos com VW D3 também muito bem preparados, e que já haviam disputado várias corridas antes. E também um piloto que havia estreado no mesmo dia que eu, Alfredo Guaraná.
Mas se para mim era um dia especial, para o nosso automobilismo era mais especial ainda, pois naquele dia estreava em nossas pistas a Equipe Z, fruto do esforço de Luiz Pereira Bueno, Anísio Campos e um outro sócio, amigo de minha família cujo nome agora me foge,  era a estréia do Porsche 908/2 e o embrião de uma equipe que marcaria para sempre a historia de nosso automobilismo; a Hollywood. 
Apesar de todos meus afazeres e preocupações com a minha corrida, já tinha ido ao Box da Z ver o 908/2 e cumprimentar o Luiz, e no momento da primeira largada da corrida dele, lá estava eu na mureta do Box assistindo. Foi impressionante, Luiz largou lá de trás, puxou o carro para direita, quase na grade das antigas arquibancadas, e acelerou, quando passou por mim, uns duzentos metros à frente, já vinha quase na cola dos ponteiros. Soube tempos depois que o outro sócio do Luiz e Anísio quase teve um ataque cardíaco naquela hora!
Minha corrida, oras, foi boa, nas duas baterias em uma fiquei em 5º, e outra em sexto, na soma dos tempos em sexto atrás do Guaraná. Notem que a Quatro Rodas não cita nossos nomes, mas no Ranking Auto Esporte estamos lá!
A você Luiz, onde estiver, muito obrigado!        







Infelizmente não tenho nenhuma foto com este carro, apenas o desenho feito com carinho por meu amigo Tito.

Arquivo digitalizado

Do amigo Luiz Salomão