A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Regina Calderoni. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Regina Calderoni. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Old Stock - Regina Calderoni




Da mente criativa de meu amigo Paulo Solariz a categoria Old Stock vem tomando forma e uma certa quantidade de carros está em fase final de preparação e outros já prontos e testando, como é o caso do carro feito pelo Luizão para o piloto Grego Lemonias.
Agora minha querida amiga Regina já comprou seu Opala com que vai correr na categoria e começa a dura fase de preparação, para isto ela vem contando com a ajuda de diversos amigos, como o Felipe Raad que doou o coletor de admissão usado no Weber 40 usado na categoria.
Regina se propõe a cada empresa ou fornecedor que a ajude à trazer em seu carro o stick e também fazer fotos e promover as marcas e nisso nós sabemos que ela é ótima pois apelo de seu nome é retorno garantido. 
Vamos todos ajudar a Regina à voltar às pistas, vou aqui acompanhar a evolução da preparação de seu carro e à cada novo patrocínio vou ajudar na tarefa de divulgação.

Força Regina!

Rui Amaral Jr 




  


 Guaraná e Solariz, será que o campeão vem para categoria? 
 O carro de Grego, apreensivo ao volante, já vem andando muito bem!



sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Rainha


Comecei a correr desde os 12 anos, numa cidade do interior de Sampa, Sertãozinho, a cidade da cana de açúcar, foi a minha mãe que me ensinou a dirigir, e eu adorei, e comecei no kart lá mesmo, em competições na terra nada profissional quando voltamos pra São Paulo, comecei a freqüentar Interlagos, aí já tinha 20 anos, certo dia vi um anuncio no jornal, que precisavam de uma cronometrista, o piloto era o Fausto Resende, de minas, da terra da Dna Beija, logicamente, que era do pelotão do meio...rssssssss, 
me candidatei à vaga e fui a escolhida, na época eu era modelo da Ellus e do Casarão das Noivas... e com certeza dava para unir o útil ao agradável,  até ai nada demais, fui me interessando e apreendendo um pouco de mecânica, com pouco mais de um ano com o Fausto, fui fazer o curso de pilotagem com o falecido Prof. Marazzi, eu era a única aluna.  Ele me chamou e falou: “você tem certeza que é isso mesmo que quer? Vai sofrer 1 preconceito danado, mas se quiser mesmo estou com você para o que der e vier, mas também terá que fazer  curso de mecânica básica assim não vai ser enganada por ninguém“...e foi assim...que tudo começou, foram muitas as barreiras, inclusive na sala de aula e também nas aulas práticas, mas consegui superar, até tirar a minha carteira de graduada “A“. Bem a primeira etapa estava vencida, agora era juntar dinheiro e comprar um carro e prepará-lo para andar, precisava de ajuda...
Isto foi em 1985, conheci o então piloto da Stock Car e preparador Carlos Castrale que  junto com o Sandro Bono e o Ferramenta me ajudaram a colocar o carro na pista, vocês vão me perguntar como que consegui. Consegui patrocínios de peças, da Arteb caixas de faróis dianteiros e faróis de milha, da  Juntas Stewaux peças, Varga sistemas de freio, Bardhal  óleo de motor e  aditivos, com esses produtos na mão lá vai a Regina vender na Av. do Cursino, e mesmo com a nota fiscal da fabrica o pessoal só pagava 60% do valor, com esse dinheiro comprava o que precisava para manutenção do carro, e o resto pagava jantar e fazia o rateio entre os meninos...

Largando na Stock...


Minha primeira corrida foi um escândalo, pois eu mesma fui com a pasta debaixo do braço com as fotos do carro nas rádios e na televisão e nos jornais, que São Paulo  ia ter a primeira piloto Brasileira a correr na categoria de elite do Automobilismo; a Stock Car.
Como era de se esperar foi um desastre, os pilotos do primeiro pelotão não quiseram deixar eu correr, falavam que lugar de mulher correr era pilotando fogão, meu professor falou, “Regina não bata boca com ninguém, vamos entrar mandado de segurança, pois você tem que respeitar os seus patrocinadores“ e foi isso que fizemos. Em nenhuma corrida da Stock até aquele momento aconteceu repescagem, na minha teve corrida teve.
No momento de entrar na pista, não queriam me deixar entrar para fazer a classificação de tempo, o Expedito entrou na frente dos carros na saída dos boxes e falou; “se ela não fizer a tomada de tempo, ninguém vai pra pista, temos um mandado de segurança“...bem depois de vários minutos de bate boca finalmente entrei para a classificação para o Grid, mas como se não bastasse teve a primeira repescagem por excesso de carros, eu tinha que voltar pra pista com mais quatro e virar não me lembro quantos segundos a menos para me qualificar, quando consegui todos os bandeirinhas, gritavam e agitavam suas bandeiras pra mim, era como se fosse o primeiro lugar, pois atrás de mim tinha um monte de marmanjos...rssss! Nesta corrida o pole foi o Alecar Jr, com 3m05s ou , o segundo era  Marcos Gracia, e o terceiro era Luiz Pereira com 3.06.06m  bem tinham 56 carros e eu larguei em 44!

Depois conto tudo!

Regina Calderoni

----------------------------------------------------------------------------------------

Hoje já escrevi sobre o Crispim e Biju, agora mostro à vocês o primeiro do que serão muitos textos de minha querida Regina. O titulo "Rainha" cabe como uma luva à essa mulher batalhadora, determinada que com sua presença traz sempre luz por onde passa.
Mas muito mais que uma amiga Regina é para mim uma irmã muitíssimo querida, e para nós todos nossa Rainha.

Um abraço bem apertado como só você sabe dar Regina e muitos mas muitos beijos, meu carinho, respeito e admiração...aliás meu e de todos nós!

Rui Amaral Jr

 Com Duran, Marcelo e João Carlos Bevilacqua, no lançamento da Old Stock.

 Com Oídeo Campos
 Com Cassio Toledo, eu e Arturo Fernandes
 Sem comentários!
Com Wagner Gonzalez e Claudinho Carignato
 Eu mereço...Yeda Mello e Regina
 Gláucio Teixeira, Regina e Duran.
 Regina, Duran, Vera, Arturão e em pé meu filho Francisco e eu.

 Arturão, Vera Guimarães e Conde - Luiz Hemrique Pankowski.
Com Gláucio e Duran
Querida malvadaaaaaaa... 


     

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

6 Horas de São Paulo - 2014


Uma festa como poucas, a organização perfeita da WEC - World Endurance Fhampionship - ver os carros da LMP1 os Porsche 919 Hybrid, Toyota TS40 Hybrid, Audi R18 E-tron-quattro e os outros é de arrepiar. A pista após as modificações me parece que ficou um pouco mais lenta e mais à frente o Chico Lameirão e eu comentamos sobre o assunto. Ver as Ferrari 458 Itália como a que Emerson Fittipaldi correu frear no "S" do final da reta dos boxes é belo demais pois eles freiam na placa dos 50 metros e neste curto espaço colocam quatro marchas para baixo, os Aston Martin e Porsche 911 RSR também fazem o mesmo mas o urro das Ferrari é único! 

    Nossa gloriosa Esquadrilha da Fumaça abriu o espetáculo.

O Porsche de #20 Webber/Bernhard/Hartley dominou grande parte da corrida até o acidente, atrás a Toyota #8 de Leimer/Belicchi/Kraihamer.

GRID
  
Na sequencia de fotos de minha amiga Mônica Niculitcheff a troca de pilotos do Porsche vencedor.











Ferrari F458 Itália que Emerson Fittipaldi correu com Guidi/Segal. 













O podiun da LPM1 e abaixo o link para vídeo da SportTV dos melhores momentos.


Faltando pouco mais de quinze para o final da corrida o ponteiro Mark Webber encontrou uma das Ferrari da categoria LMGTE que são cerca de 15 segundos mais lentas que os carros da LMP1 e acidentou-se no Café, não vi pois estava saindo apenas ouvi o barulho. Meu amigo Samuel Figueiredo gravou e vai em breve nos mostrar o vídeo. O interessante é que durante a corrida o Chico e conversávamos justamente sobre Interlagos e abaixo um depoimento dele, volto ao assunto em outro post. 

Fala Chico: "CURVA do CAFÉ.........‏

... , pois é RUI, novamente a curva do CAFÉ, em que para mim seu problema começa na DESENGONÇADA curva da ATUAL JUNÇÃO .....!!!!!!!!!! Está curva, que em questão de pilotagem é absolutamente RIDÍCULA, deveria ser a ENTRADA do BOXES, e se usar a ANTIGA JUNÇÃO como pista, pois se diminuiria DRASTICAMENTE os perigos da CURVA do CAFÉ, pois o seu ÂNGULO ficaria muito mais ABERTO nesse ponto, o que facilitaria enormemente para os pilotos também em dias de CHUVA.....As obras em INTERLAGOS primam por desfigura- lo cada vez mais da sua ORIGEM, as fazem sem ao que parece perguntar para pessoas muito mais qualificadas.....A bem da verdade isso começou com o desenho que AÍRTON SENNA fez, sem ao menos preservar o que estava lá que era simplesmente fantástico, e se o tivessem preservado teríamos tido TRÊS TIPOS de CIRCUITOS, o ANEL EXTERNO, o ORIGINAL de 8 KLMTs , e o atual para a FORMULA UM mas este com a JUNÇÃO ANTIGA para se ELIMINAR de vez com os problemas da CURVA do CAFÉ, e não nesta como muitas cabeças PENSANTES pensam de se fazer CHICANES mais RIDICULAS AINDA...Na atual obra da entrada dos BOXES, simplesmente se trocou SEIS por MEIA DUZIA, pois se acontecer algum problema com algum carro, ele irá bater da mesma forma que bateria antes...


Abraco amigo de CHICO LAMEIRÃO" 



As fotos de Samuel que estava bem em frente do acidente.






 O Canguru autografando no sábado, felizmente ele está bem, apenas com dor de cabeça e não lembra do acidente, fica em observação alguns dias. 

No link o vídeo SportTV 
http://globotv.globo.com/sportv/esportes-a-motor-sportv/v/mark-webber-bate-forte-na-curva-do-cafe-durante-o-mundial-de-endurance/3800356/




Agora a nossa festa!


Sábado e domingo foi de encontro com os amigos e falar muito de automobilismo e dar muitas risadas. No sábado Mônica, Arturão, Duran e eu saímos da casa dele em dois carros, os dois marmanjos com meu carro e eu com ela, ao chegarmos à Interlagos ela que havia buscado nossos ingressos abre a bolsa e nada, nada de ingressos, abriu mais umas três bolsas que estavam no carro, procuramos em cada compartimento e nada! E Arturão e Duran perdidos de nós, falávamos ao celular eles dizendo onde estavam quando ela me pergunta a placa e a cor de meu carro e como no caso dos convites eu também não sabia e olhem que nem loiro sou!
Já dentro do Autódromo José Carlos Pace encontramos Regina Calderoni que por sinal nos deu a maior bronca por causados convites e daí para frente fomos encontrando muitos amigos tantos que certamente vou esquecer de citar alguns.



 Na chegada Regina, Mõnica e eu fomos dar um abraço em Jan Balder. 

Regina perdida nos boxes...  
 e a Mônica também! 
 Mônica, Marcelo, Duran, Arturão, Mõnica e eu. 
 Duran, Arturão, eu,... Claudio Daniel Rodrigues Filho e Fabio Farias.
 Não aguento o Arturão!
 Marcelo.
Duran, Regina, Arturão, Mõnica e eu.
Com o amigo querido Ricardo Bock!

DOMINGO

No domingo para agitar mais um pouquinho chega de São Vicente a figura impar de Ronaldo Nazar com Angelo Alonso Filho, antes na entrada já encontramos nossos amigos Sandro Kuschinir e José Eduardo Avilla, Carlos . Mais tarde no lounge dos Fittipaldi encontrei o Chico Lameirão, Bird Clemente, Geraldo Meirelles, Raul Boesel, Dedê Gomes, don Cezar Fittipaldi, Wilsinho, "Gigante", Carlos Eduardo Fernandes. Com o Chico  e o Dedê um papo de cerca de uma hora sobre os rumos de nosso automobilismo, a bronca do Chico já está aqui depois volto ao assunto. Infelizmente me perdi de meus amigos João Carlos Bevilacqua, Chico Pelegrino, Joel Marcos Cesetti, Oídeo Campos...


Ronaldo Nazar, Raul Boesel, Cezar Fittipaldi e eu.
Duran, Raul, Cezar e eu.
Com o Chico e Cezar.
Ronaldão e Alex Dias Ribeiro.
Duran e eu com Fukuda.
Raul, Ronaldo e Regina.
Como pode, três senhores tão sério numa foto destas! De camisa azul bebe Paulo Tohmé, no centro não consigo identificar e Luiz "Saloma"Salomão.



      

Fotos: Mônica Niculitcheff, Regina Calderoni, Samuel Figueiredo, Ronaldo Nazar e divulgação WEC