A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Masten Gregory. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Masten Gregory. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 18 de junho de 2012

FERRARI 275 LM


 David Piper em Crystal Palace atrás um Chevron GT.
 David Piper em Oulton Park 1966.
 David Piper em Goodwood 1966.
Peter Revson e George Drumond em Sneterton 1966.

Ferrari 275LM, desde que ganhei uma de autorama da Revel me apaixonei, vermelha simplesmente linda. Devia ser o ano de 1964 e começava a gostar e muito de automobilismo e lia e relia as matérias com meus ídolos e carros preferidos, as fotos P&B são de revistas Autsport que guardo desde aquela época. Lançada no Paris Motor Show no ano de 1963 sua denominação oficial era Ferrari 250 LM Pininfarina Stradale Speciale e logo ganhou o mundo e inúmeras corridas.

Em 1965 apesar de todo poderio da Ford com seus GT 40 MK II que fizeram com Phil Hill a pole e melhor volta da corrida e das Ferrari 330 P2 oficiais, foi uma 275 LM da NART – Nort American Racing Team- a vencedora das 24 Horas de Le Mans, pilotadas com maestria por Jochen Rindt e Masten Gregory, chegando outra 275 LM de uma equipe francesa com Pierre Dumay/Gustave "Taf"Gosselin em segundo lugar.


CHASSI: Tubular com seções em alumínio.

                 Suspenções dianteira e treaseira com braços triangulares e barra estabilizadora.

                 Freios a disco Dunlop, trazeiros on board.

                 Cambio de cinco marchas.

Dimenções: Comprimento 4.270 mm.

                     Largura 1.700mm.

                     Altura 1.1500mm.

                     Peso 850 kg.

Motor: V12 a 60°-3.286cc-77mm X 58.8mm

             Taxa de compressão 9.7:1

             Duas válvulas por cilindro.

             Alimentação seis carburadores Weber 38 DNC.

             320 hp a 7.500 rpm 97 hp por litro.

 
Velocidade máxima: 295 km/h - 0 a 100km/h 6.1s.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Maserati Birdcage

No ano de 1959 a Maserati se encontrava em uma difícil situação financeira , apesar do Campeonato Mundial de Pilotos de Formula I de 1957 quando venceu com Juan Manuel Fangio sua equipe encontrava-se desestruturada . As equipes rivais partiam para construção de chassis monocoque , mas a tecnologia da Maserati eram os chassis tubulares . Ai nasceu essa lenda , esse belíssimo carro .
Stirling Moss e a Birdcage . Em Rouen onde venceu . Birdcage Tipo 60 .

Tipo 61 em Le Mans .
Seu motor era um quatro cilindros com duplo comando de válvulas no cabeçote , 100 mm de diâmetro por 92 mm de curso com uma cilindrada de 2.890cc e rendia 250 hp à 6.500 rpm . Sua potencia era sem duvida menor que a dos Ferrari e Aston Martin , com cerca de 300 hp mas devido a construção de seu chassi , o carro era cerca de 170 kg mais leve que os rivais .

Seu cockpit , vejam a primorosa construção do chassi em tubos de aço finíssimos .

Com esse carro a Maserati venceu inúmeras corridas , nas mãos de Moss , Dan Gurney , Masten Gregory , só que com o desenvolvimento dos chassis monocoques e a falta de verba da equipe para o desenvolvimento foi ficando ultrapassado e no ano de 1960 seu projeto foi descontinuado . Em seu lugar foi desenvolvido o Tipo 64 com motor de doze cilindros na traseira , que nunca conseguiu acompanhar seus rivais já muito adiantados em chassis e motores .

O motor doze cilindros na traseira na Birdcage Tipo 64 .