A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Luiz Antonio Greco. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Luiz Antonio Greco. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Formula 3 na Argentina 1966

Com as fotos do post anterior, minha intenção era mostrar o piloto inglês Chris Irwin. Sem duvida alguma um grande nome, mas que por vários nunca alcançou o ápice da carreira. Aqui vou relembrar a Temporada Argentina de F3 do ano de 1966, quando Luiz Antonio Greco levou  sua equipe para  disputar a temporada, tendo como piloto Wlison Fittipaldi Jr. O carro rebatizado de Gávea era um Alpine A270 Renault R8/Mignoret, cedido pelo francês Jean Redelé chefe da Alpine o braço de competições da Renault.
Nesta temporada Irwin andou muito, mas o campeão foi o inglês Charles Crichton-Stuart que corria pela equipe de Stirling Moss.

#17 - Chris Irwin - Reg Parnell Racing - BRM P83, #5 - Jim Clark - Team Lotus - Lotus 49;
#16 - Jo Bonnier - Joackim Bonnier Racing Team - Cooper T81;
#22 - Jean-Pierre Beltoise - Matra Sports - Matra MS7,#17 - Chris Irwin - Reg Parnell Racing - BRM P83

TEMPORADA ARGENTINA F3 1966

O campeão Charles Crichton-Stuart, Brabham BT10 Ford
Wilsinho, Greco e observando Emerson
O Gávea em ação

Jonathan Willians, Brabham BT10-Ford lidera 
Silvio Moser, Brabham BT10 Ford/Cosworth
 Acima Chris Irwin lidera uma corrida de F3 em Siverstone

XV Temporada Argentina,  1ª corrida.


Autódrom Municipal Alte. Brown, Buenos Aires, Argentina 

Pole Position;  Chris Irwin, 1'41.2" volta mais rápida: Chris Irwin, 1'40.8"

FINAL

 1 30 Chris Irwin, GB The Chequered Flag Brabham BT16 - Ford/Cosworth 59'57.6" 

 2 20 Charles Crichton-Stuart, GB Stirling Moss Auto Racing Team Brabham BT10 - Ford/Cosworth 1:00'29.1" 

3 6 Nasif Estefano, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham - Ford 1:00'35.4" 

4 18 Jonathan Williams, GB Charles Lucas (Engineering) Brabham BT10 - Ford 1:00'45.5"

5 26 Eric Offenstadt, F Stephen Conlan Motor Racing Lola T60 - Ford/Cosworth 1:01'32.2" 

6 2 Jorge Cupeiro, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham BT15 - Ford 1:01'35.7" 

 Wilsinho terminou em 15º .

                                      --------------------------------------------------------------------- 

Gran Premio Internacional Ciudad de Rosario ACINDAR S.A. 1966

XV Temporada Argentina, 2ª corrida.

Parque Independencia, Rosario, Argentina 



Janeiro 30. 3 x 10 voltas x 2779 m = 27.8 kms + Final 30 voltas = 83.37 kms.
Pole Position;  volta mais rápida: Silvio Moser, 1'27.7"


FINAL


 1 36 Silvio Moser, CH Martinelli + Sonvico Racing Team Brabham BT16 - Ford/Cosworth 48'35.4"

 2 6 Nasif Estefano, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham - Ford 48'53.4" 

 3 48 Mauro Bianchi, B Société des Automobiles Alpine Alpine A270 - Renault R8/Mignotet 49'15.0"

 4 24 Picko Troberg, S Picko Troberg Brabham BT15 - Ford/Cosworth 49'30.0 

 5 22 John Cardwell, GB Goodwin Racing Brabham BT15 - Ford/Cosworth 49'49.3"

 6 8 Juan Manuel Bordeu, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham - Ford 49'50.0" 

 Wilsinho terminou em 9º. 
  
                                    -------------------------------------------------------------------------- 
  
Gran Premio Internacional Yacimentos Petroliferos Fiscales 1966
XV Temporada Argentina, 3ª corrida;

Autodromo General San Martin, Circuito No. 2, Mendoza, Argentina 



Fevereiro 6. 2 x 25 voltas x 2645 m = 66.125 km + Final 50 voltas = 132.25 kms Pole Position;  Jonathan Williams, 1'08.7"

Volta mais rápida: Chris Irwin, 1'08.5"

  Final


 1 20 Charles Crichton-Stuart, GB Stirling Moss Auto Racing Team Brabham BT10 - Ford/Cosworth 58'13.6"

 2 30 Chris Irwin, GB The Chequered Flag Brabham BT16 - Ford/Cosworth 58'15.1"

 3 6 Nasif Estefano, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham - Ford 58'54.9"

 4 26 Eric Offenstadt, F Stephen Conlan Motor Racing Lola T60 - Ford/Cosworth 58'58.9" 

 5 22 John Cardwell, GB Goodwin Racing Brabham BT15 - Ford/Cosworth 59'01.1" 

 6 42 Carlo Facetti, I Scuderia Sant'Ambroeus Brabham BT10 - Ford 59'13.5"

Wilsinho terminou em 20º , Clay Regazzoni em 22º e Piers Courage em 25º. 
  
                              ------------------------------------------------------------------------------- 
  
Gran Premio Internacional Yacimentos Petroliferos Fiscales 1966 
XV Temporada Argentina, 4ª corrida.

Autodromo General San Martin, Circuito No. 2, Mendoza, Argentina 

Fevereiro 6. 2 x 25 voltas x 2645 m = 66.125 km + Final 50 voltas = 132.25 kms Pole Position; Jonathan Williams, 1'08.7"


Volta mais rápida: Chris Irwin, 1'08.5"

  Final


 1 20 Charles Crichton-Stuart, GB Stirling Moss Auto Racing Team Brabham BT10 - Ford/Cosworth 58'13.6"

 2 30 Chris Irwin, GB The Chequered Flag Brabham BT16 - Ford/Cosworth 58'15.1" 

 3 6 Nasif Estefano, RA Escuderia Argentina Automondo Brabham - Ford 58'54.9" 

 4 26 Eric Offenstadt, F Stephen Conlan Motor Racing Lola T60 - Ford/Cosworth 58'58.9"

5 22 John Cardwell, GB Goodwin Racing Brabham BT15 - Ford/Cosworth 59'01.1"

 6 42 Carlo Facetti, I Scuderia Sant'Ambroeus Brabham BT10 - Ford 59'13.5"

  Wilsinho terminou em 20º e Clay em 16º. 

_________________________________________________

Agradeço ao Caranguejo, ao André do blog Por Dentro dos Boxes  e ao Joca do Blog do Mestre Joca que neste link conta a história de Chris Irwin. 


NT:  Irwin é um enigma até hoje. Pouco se sabe dele, seu paradeiro atual é desconhecido, aparece quando quer e ficou com sequelas do acidente.
O trecho da pista em que se acidentou é o famoso Flugplatz, trecho preferido por dez entre dez fotógrafos que fazem cobertura em Nurburgring , pois é o trecho onde os carros "decolam".

Para finalizar, o Grande Fangio, mentor das temporadas argentinas de F3, dá conselhos à seu filho Cacho.


Na edição de Março de 1966 a reportagem sobre a temporada 


terça-feira, 19 de janeiro de 2010

TEMPORADA ARGENTINA DE FORMULA 3 - 1966 - II



















Revista AutoEsporte - Março de 1966. FC Editora.

 Agradeço a meu amigo Orlando Belmonte Jr a digitalização e envio da reportagem, sei que deu muito trabalho. Resolvi mostrar a matéria completa pois se trata da entrada do automobilismo Brasileiro nas grandes competições internacionais, com o grande Luiz Antonio Greco e Wilsinho levando um carro feito por Toni Bianco a enfrentar o automobilismo de ponta mundial.
 Agradeço tambem a meus amigos Romeu e Fernando os depoimentos na postagem anterior e vou anexa-los abaixo. São importantes na medida que os dois são profundos conhecedores de nosso automobilismo e o Fernando na época era estagiario na FORD.


F250GTO disse...

Lembrando que esse nosso Fomula 3, que foi pilotado pelo Wilson na Argentina, tambem tinha o nome de Willys Gavea.


Orlando Belmonte Jr. disse...
Rui , é isso mesmo ,essa materia é da Revista AUTO ESPORTE numero 17de Março de 1966, tenho essa revista inteira ..


Hiperfanauto disse...
Este Formula 3 foi lançado com o nome de Willys Gavea no ano de 1965 estreando com vitoria nos 500 Km de Interlagos. Segundo os cronistas especializados da época, foi o primeiro carro de corrida totalmente projetado e construído no Brasil com o patrocínio da Willys e as mãos do T.Bianco (para mim continua sendo o Formula Jr.da Tubularte, de 1961 com motor PORSCHE 1500 do Landi e Gimenez). Este carro tinha tudo para deslanchar na Europa nas mãos do W. Fittipaldi, mas também segundo "fontes" (eu ainda não era estagiário lá ) o esquema foi melado por um tal de Jean Redelé da Renault Francesa que era quem fornecia a mecanica.


F250GTO disse...
O Redèlé foi tambem um dos responsaveis pelo acordo Renault/Willys para o lançamento do Alpine A 108 por aqui, que foi batizado de Willys Interlagos, pelo grande Mauro Salles.

Romeu