A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Lewis Hamilton. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lewis Hamilton. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

FALA CAMPEÃO...

...e Lewis abriu a boca e com toda majestade que seus três títulos lhe concedem falou apenas uma verdade, talvez num ambiente em que ela dificilmente apareça mas uma verdade que irritou não sei por que os fãs de Schummi. 

"Venci o titulo com meu talento natural, não fiz as coisas que Michael fez para conquista-lo! Lewis Hamilton"
link para a matéria

É inegável  que Schummi também tinha talento natural de sobra, mas também é inegável que usou e abusou de situações incomuns para alcançar seus títulos. Do talento saiu logo em seu primeiro ano completo de Formula Um (1992) a primeira vitória e o terceiro lugar no campeonato. 
Abaixo o vídeo da corrida de Adelaide 1994 onde foi decidido  titulo entre ele e Damon Hill, caso na época a FIA, FISA ou sei lá quem de direito, o houvesse punido com o devido rigor não aconteceriam os fatos de 1997 quando perdeu todos os pontos do campeonato e 1998 quando a intenção clara dele era tirar Jacques Villeneuve da corrida de Jerez.  

Schummi x Damon, Adelaide 1994

Schummi x Villeuneve 1997 Jerez


Depois para nós brasileiros aqueles anos em que Schummi dividiu com dois brasileiros a equipe e sim foi cinco vezes consecutivas campeão do mundo 2000/2001/2002/2003/2004 além de bater todos recordes de vitórias, poles e melhores voltas da categoria, quando sua força de vontade se impôs ao dois, Rubens e Felipe, e usou e abusou de sua condição de primeiro piloto tirando em alguma corridas a vitória garantida de Rubens apenas por desejo de se impor, como na Áustria naquele vergonhoso episodio...

Zeltweg 2002, Rubens vem à frente de Schummi, caso tivesse imposto sua vontade talvez o brasileiro tivesse sofrido penalidades da Ferrari, mas certamente teria caminho aberto à outra grande equipe, o contrato rentável e a subserviência o fizeram tirar o pé!


Pois bem apoio a declaração de Lewis, nós já tivemos pilotos que falavam com esta propriedade e força de caráter, infelizmente depois deles nunca mais disputamos o titulo da categoria máxima do automobilismo com a mesma competência, apesar de termos pilotos como o Rubens que foram tão rápidos quanto os campeões de época! 

Rui Amaral Jr

PS: Ao Schummi, esperando e torcendo por sua recuperação. 




      

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

GP dos EUA - Texas - Austin 2015

 Nico, Lewis e Tião.
Lewis e a quadriculada...

Sorte, sorte e mais Sorte, mas se o piloto tiver toda esta sorte e brigar pelo 25º lugar vai ser muito difícil fazer qualquer coisa. E Lewis além de toda a sorte é hoje um piloto completo, anulou Nico dentro da equipe e com pouquíssimos erros durante a temporada venceu seu 3º titulo de forma brilhante. Sou admirador de sua tocada, pois nem quando esteve por baixo desanimou, um tremendo bota, parabéns campeão!

É...Nico esteve na frente!
Foto Sutton Motorsport Images
 Tião
Foto Ferrari

Gostei das corridas de Verstappen e Sergio Perez, além de Button que com sua competencia e garra levou a sofrivél McLaren ao 7º lugar.

No site da Globo além dos melhores momento a corrida completa, porém não consegui abrir, talvez vocês consigam.




segunda-feira, 27 de julho de 2015

GP da Hungria 2015

Para Jules

Sorte para vencer uma corrida, mas competência e pé no fundo também...sorte, sorte e mais  sorte para vencer um campeonato, mas competência e pé no fundo também!
Tião foi impecável depois depois de assumir a ponta na largada e Lewis deu mostras que segue firme e forte rumo ao titulo, contando com a tal da sorte e uma grande força para superar suas peraltices, ainda mais depois que Nico com o segundo ou terceiro lugar garantido fez aquela grande bobagem...

CORRIDA COMPLETA

Resultado 

1: Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) 
2: Daniil Kvyat (RUS/Red Bull) 
3: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) 
4: Max Verstappen (HOL/Toro Rosso) 
5: Fernando Alonso (ESP/McLaren) 
6: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 
7: Romain Grosjean (FRA/Lotus) 
8: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 
9: Jenson Button (ING/McLaren) 
10: Marcus Ericsson (SUE/Sauber) 
11: Felipe Nasr (BRA/Sauber) 
12: Felipe Massa (BRA/Williams) 
13: Valtteri Bottas (FIN/Williams) 
14: Pastor Maldonado (VEN/Lotus) 
15: Roberto Merhi (ESP/Marussia)

Campeonato

1. Lewis Hamilton (GBR) 202 pontos
2. Nico Rosberg (ALE) 181
3. Sebastian Vettel (ALE) 160
4. Valtteri Bottas (FIN) 77
5. Kimi Raikkonen (FIN) 76
6. Felipe Massa (BRA) 74
7. Daniel Ricciardo (AUS) 51
8. Daniil Kvyat (RUS) 45
9. Nico Hülkenberg (ALE) 24
10. Romain Grosjean (FRA) 23

Para Jules é o titulo do release que recebi da Ferrari...

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Formula Um - Abu Dhabi 2014



Finalmente terminou o campeonato que tantas modificações trouxe e não poderia terminar de melhor forma, com o melhor piloto da temporada sendo campeão. Certo que Lewis tinha o melhor carro mas nunca se deixou abater por resultados adversos, muito menos por uma ou duas presepadas de Nico como aquela de Mônaco, foi tranquilo para a última etapa e largou para a vitória. Teve maturidade à certa altura da corrida para dizer ao seu box que Felipe Massa não era o adversário e  fez sua corrida que como sempre é no limite, um campeão de verdade.

Felipe Massa

Felipe Massa depois de longos anos fez sua melhor corrida, talvez a melhor de sua carreira, recebendo a bandeirada com um ótimo segundo lugar.
O resto é estória que talvez gente que saiba muito mais que eu conte por aí!

Salve Lewis...Salve o Campeão!

Rui Amaral Jr

 Melancólico final de temporada para Ferrari.


RESULTADO 

1 — Lewis Hamilton (Mercedes)
2 — Felipe Massa (Williams)
3 — Valtteri Bottas (Williams)
4 — Daniel Ricciardo (Red Bull)
5 — Jenson Button (McLaren)
6 — Nico Hulkenberg (Force India)
7 — Sergio Pérez (Force India)
8 — Sebastian Vettel (Red Bull)
9 — Fernando Alonso (Ferrari)
10 — Kimi Raikkonen (Ferrari)


MUNDIAL DE PILOTOS

  
1Lewis Hamilton (ING/Mercedes)      384
2Nico Rosberg (ALE/Mercedes)         317
3Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault) 238
4Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) 186
5Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) 167
6Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 161
7Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) 134
9Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes)



VÍDEO MELHORES MOMENTOS 


Fotos; Ferrari, Formula Um divulgação

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Cavalo 44

Ciro
Lewis

44 Cavalo no jogo do bicho é o numeral escolhido por Lewis Hamilton para correr a temporada de 2014 e confesso que assim que soube de sua escolha me veio à mente outro grande piloto; Ciro Cayres!
Pouco tempo atrás alguém me disse que Ciro usava esse numeral por ser rude no trato com sua máquina, nada disso, só quem viu nosso grande campeão nas pistas sabe que o  quanto ele era rápido, firme e consciente de sua atitude em cada volta de  uma corrida, tal qual vemos hoje em Lewis, um grande piloto que se impôs em sua equipe não por preferência da direção mas andando forte e firme, lutando e deixando para trás um piloto também rápido como Nico Rosberg, não posso garantir que Lewis será campeão mas duvido que a situação frente à Nico vá se reverter, Lewis como Ciro nasceu com a   
estrela de campeão!

Bahein

Mas comecei a pensar neste texto logo após o GP de Bahrein quando liguei para o Chico Lameirão para dar os parabéns pelo belo trabalho que vem fazendo a Force India, onde seu filho o engenheiro Marcos Lameirão trabalha.
“Não tenho nada com isso Rui, estou aqui no Brasil” mas eu podia ver o sorriso de satisfação mesmo do outro lado da linha, afinal ele também um grande campeão sabe quando tudo caminha bem dentro de uma equipe.
Falamos sobre a grande velocidade dos Force India nas retas e da bela corrida do mexicano Sergio Perez e logo num naqueles papos que começam com um assunto e nunca sabemos onde vai terminar comparei Perez à outro grande piloto mexicano, Ricardo Rodriguez irmão mais novo de Pedro e que em sua meteórica passagem pelas pistas deixou sua marca incontestável.

Pedro #10 tocando o 917
Ricardo Rodriguez
Sergio Perez

Comentamos sobre o grande Pedro um piloto incrível e Chico lembrou de certa vez que o viu pilotando um 917 na chuva e sua grande destreza e velocidade, mas mais do que isto nos impressionou a grande semelhança física de Sergio Perez com Ricardo, pois além dessa semelhança tal como Ricardo ele é um piloto rapidíssimo e que certamente logo vai estar entre os grandes!


Rui Amaral Jr   
  

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Ricardo #8 estreia na Formula Um em Monza 1961, larga na 2ª posição ao lado de Von Tripps na fatídica corrida em que o alemão pereceu.

Ricardo pedindo à benção à seu pai Don Pedro, na outra, ele em ação na pista de Magdalena com o Lotus 24.


No dia do acidente, Ricardo já estava de roupa trocada, deixando a pista e pronto para ir embora com sua esposa, Sara?
Ele fizera o melhor tempo apesar de problemas na carburação do Lotus. Quando Big John Surtees fez uma volta melhor, Ricardito achou que teria melhor sorte no dia seguinte. Mas então chegou Don Pedro Rodriguez de La Vega, que ainda não tinha visto Ricardo com o novo carro e pediu-lhe que desse algumas voltas.
Isso mais a notícia dos mecânicos que haviam resolvido os problemas, motivaram o piloto a tentar melhorar a marca de Surtees.
Ele então colocou o equipamento e saiu para uma volta da qual não voltou.

Caranguejo 

NT: Piloto da Ferrari Ricardo Rodriguez corria na prova extra oficial da F.Um no México com a Lotus da equipe Rob Walker.


quarta-feira, 27 de março de 2013

Ultrapassagem - Ricardo Achcar



Extraído da internet..

" A decisão de Sebastian Vettel em ultrapassar Mark Webber depois de a equipa ter ordenado a ambos para manterem as respectivas posições poderá ter proporções maiores do que as imagináveis. O australiano não esconde a mágoa pela atitude do companheiro e se a relação entre ambos já não era brilhante, mas era leal, esta deve ter sido a gota de água. ..."

Estamos todos nós aficionados do esporte motor assistindo à uma controvérsia extremamente danosa aos pilotos de competição, especialmente os líderes da categoria, os pilotos na Fórmula 1.
É evidente que o ocorrido no GP da Malásia e especialmente a abordagem relativa ao "justo e acertado" entre os pilotos é uma falácia monumental criada nos bastidores da estrutura que rege o automobilismo.
Qualquer piloto mediano sabe que não existe o melhor piloto, apenas o melhor momento de um piloto no meio em que disputa no plano temporal.
Portanto é necessário que a incompetência da estrutura que dirige este esporte se configure na essencialidade dos fatos e aborde a situação devidamente sentada em grupo nos assentos de simuladores.
É necessário, por exemplo, repito, por exemplo, que se defina o contexto de uma equipe considerando o campo profissional e obrigações dos pilotos como um todo. Não é possível que uma equipe encontre motivos superiores até mesmo de sobrevivência e patrocinadores estruturados sobre dispositivos que configuram os interesses da equipe e resolva numa penada o objetivo que governa a profissão de piloto de competição.

Não é possível sequer admitir que dirigentes sentados diante de uma tela discutam, opinam ou ordenam comandos que interfiram diretamente com a razão de ser, competir, vencer ou morrer, elementos que governam a profissão de um piloto de competição.
É possível e desejável que isso ocorra com uma dupla defendendo um esporte protótipo numa corrida de longo curso, onde a interação do conjunto pilotagem e equipe se encontram pela via do racional os motivos de um desempenho de rota.
Em competição de monoposto especialmente Gran Prix isto não é possível e precisa ser
berrado nas orelhas da FIA já.
Este assunto vai rachar milhões de opiniões convergentes à atuação de cada piloto. Todas serão profundamente injustas e é preciso que a massa se recupere dessa odiosa manifestação porque ela é injusta.


Webber e Vettel

É natural que a maioria se incline para quem é mais campeão e tenha vencido mais vezes. Mas será uma inclinação injusta na medida em que repito, não existe o melhor piloto, apenas o melhor momento de um piloto no meio em que disputa no plano temporal.

Com relação ao Webber, recordemos, temos um exemplo considerado impossível quando conseguiu numa prova de Gran Prix - não estou seguro do local e pista - mas absolutamente seguro do fato que rodou vinte e seis voltas para a vitória com um jogo de pneus limitados para dezesseis voltas e condenados para o limite de engenharia para dezoito voltas, ou seja, o fabricante se eximia de responsabilidade.

Outro aspecto desse jogo de equipe que coloca o piloto numa condição completamente vulnerável ocorreu na Malásia com o Hamilton sendo solicitado economizar combustível. Se for para economizar porque não vão disputar o índice energético em Le Mans? Isto porque um Formula 1 precisa por regulamento atual FIA terminar uma prova de GP com um litro de combustível mensurável na chegada e agora, recentemente com combustível alem desse litro para completar a última volta.

Ora, por causa dessa besteira, um piloto profissional jogando sua carreira que se mede por vitórias, se vê obrigado por comando do box a diminuir o seu ritmo para economizar combustível. Mas não é óbvio que essa limitação de peso mínimo em combustível resulta em o que de interrogação de cavalo vapor a mais num motor de Formula 1?
E o quanto prejudica um piloto que por duas longas horas assumiu todos os riscos que um ser humano pode assumir para cumprir com sua função de piloto de competição em
Formula 1?

Moral da história é necessário encontrar um denominador que defina lucro, pontos, valores, objetivos que se relacionam com as equipes sem que tais regulações interfiram com o desempenho precípuo do piloto de provas em monoposto.

Uma delas é proibir dois carros por equipe porque, CONCEITUALMENTE a equipe propriamente dita não existe.

Já lá no segundo andar, nunca posso esquecer a voz cavernosa e tonitruante do Luzinho Pereira Bueno se referindo..."- Mas como se faz para administrar o acelerador numa prova de monoposto!!?..."

Esta Formula 1 caquética, fantasiosa, irreal, confusa, própria para marias chiquinhas de cozinha, só eles sabem segurar a panela e cozinha essa porcaria circense onde competem duramente com o clube do bolinha, precisa se regrar dessa hemorragia climatério - períodos dos climatérios abrangem as menopausas, que ocorrem com as
últimas menstruações espontâneas - eles merecem...

Somam-se a isso os fabricantes de pneus.
A última descrição dos pneus da Pirelli num texto técnico com "desenhinos" e fotografias lindas proclama essa besteira: (traduzido do inglês sem perda de tempo:)
"Rápida evolução da tecnologia de pneus na Pirelli permitiu que o novo pneu duro – o PZero Orange – ser mais ou menos equivalente ao composto do pneus médio do ano passado. As paredes laterais do pneu são mais macias, este ano, mas os ombros são mais fortes. O efeito disto é mais rápida a degradação térmica enquanto a faixa a de desempenho de pico do pneumático é estendida. Tração também é melhorada, que se traduz em tempos mais rápidos, especialmente na saída dos cantos e áreas de tração combinada, de frenagem para a aceleração e vice-versa. A diferença de desempenho entre os diferentes compostos é agora superior a 0,5 segundos por volta, ao contrário do ano passado, quando a diferença foi muitas vezes menor: particularmente na segunda metade da temporada. Degradação térmica mais rápida e uma maior diferença de desempenho entre os compostos incentivará as ultrapassagens ao longo de cada competição."

Quem no mundo consegue aferir essa besteira?

Pois isso é a Formula 1 atual.
"... As paredes laterais do pneu são mais macias, este ano, mas os ombros são mais
fortes..."

Isso o Chico Lameirão já havia descoberto e constatado na pista nos idos dos anos 70/80 com calotas falsas em fibra de carbono que dava suporte às laterais dos ombrinhos dos pneus. Eu sou testemunha.
Alguém tem idéia do quanto isso melhorou em tudo a performance de um monoposto?
Melhorou em tudo, absolutamente tudo, mas tivemos que mudar as molas, alterar o CG dianteiro, o angulo do pino mestre nos deu um trabalho inacreditável e nos deixou endividados com o fornecedor de pneus, porque enquanto não acertamos o coeficiente de pouso da banda de rolagem no chão, ficamos careca nos bolsos e na cabeça. Eu pelo menos na cabeça. O Chico é doente. Parece um porco espinho.
E mais um detalhe. Só fechamos o resultado no campo do totalmente positivo quando alteramos o Ackermann somados a três milímetros de convergência estática a frente e dois no eixo traseiro. Tudo isso sem auto blocante.

O fato é que na F-1 com boa porcentagem de blocante, daqui a pouco eles estão usando pressão de 5 libras por polegada quadrada nos pneus dianteiros para compensar a ausência da suspensão dianteira que de há muito jogou para a lata de lixo o conceito de CG no eixo frontal para criar aquele buraco elevado sob o nariz gigante, prancha da famigerada "down force". Revoltante.

Quando me viro para trás, e isso é raro, e vejo essa porcaria de Stockcar percebo que ninguém aprendeu nada. O treco só curva se freia. Você não aprende muito, mas passa o tempo... Pelo menos a F-1 com motor traseiro entre-eixos....baixando mais a pressão dos pneus...já está fazendo curva de baixa, digamos melhor. Olhem a deformação do pneu em imagem frontal. Até carrinho de caixote de sabão e rolimã se resolve melhor.

O que a f-1 está mostrando nesse início de temporada é que os construtores entenderam melhor o translado técnico necessário da Bridgestone para Pirelli...ou ficavam a pé. O resto é mentira.
O clube do Bolinha das equipes, ficou menos bolinha entre equipes. É só.

Voltando à espuma que me escorre da boca.

Que raio de conceito de equipe essa formula exclusiva circense administra?

Não bate na lógica de cada um de que uma dita equipe com dois carros tem que necessariamente ter dois chefes de equipe que se matem dentro do box?

Mas que deixem o Vettel, o Ayrton, o Bird, o Prost, o Caracciola,o Nuvolari atropelarem o Galvão Bueno, pelo amor de Deus!

Não nos seria muito mais do apetite ouvir o Galvão narrar a porradaria dentro do Box da Red Bull e o Luciano Burti distribuir Red Bull para acalmar o ânimos explicando no detalhe porque o botão do volante a esquerda não foi feito para entupir o estabilizador?

Depois, quando tudo acabar, ai sim, podem chamar o Lito Cavalcanti para botar ordem na casa.

Agora, botar os pilotos para se odiarem num começo de temporada, permitir que se forme uma torcida desigual, tendenciosa embasada em informação falsa, transformar uma arena onde somente os pilotos são de fato punidos, estes que nos trazem momentos de glória, especialmente quando nos sentimos em condição de achar que faríamos melhor se estivéssemos no lugar deles...

É Covardia doublé de Irresponsabilidade por Negligência da condição humana.
A FIA consegue ela também ser uma merda.

Ricardo Achcar


Vettel vai para cima de Webber.

Hamilton  x Rosberg
NT: Depois da corrida da Malasia resolvi nada escrever sobre a Formula Um, Indy ou outras categorias atuais, masssss eis que ontem recebo de meu amigo Ricardo sua visão da atual F.Um em um texto que nos mostra bem o estado de tudo na categoria do técnico ao desportivo e outras cositas más.
Valeu Ricardo, um abração! 

Rui Amaral Jr

FOTOS: AP

quarta-feira, 7 de julho de 2010

MacLaren - Senna, Button e Hamilton

Recebi um e-mail do  Jr Lara contando que havia gostado muito deste video que seu amigo Claudio enviara a ele. Como o Jr, eu e muitos, Button e Hamiltom tambem são fãs do grande campeão.