A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Lella Lombardi. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lella Lombardi. Mostrar todas as postagens

sábado, 9 de março de 2013

Maria Grazia "Lella" Lombardi

F. 5.000
Apesar de só haver disputado 12 corridas na Formula Um Lella teve uma sólida carreira, construída desde o kart, em 1970 vence o campeonato italiano da Formula 850 depôs passando pela Formula Monza, Formula 3 e Formula 5.000.
Em 1974 em sua primeira participação na Formula Um não se classificou para o GP da Inglaterra em Brands, já em 1975 correndo com o March 741 depois 751 da equipe Willians participa de doze corridas do mundial, tendo chegado em 6º lugar no GP da Espanha em Montjuich.
Foi a primeira mulher a se classificar para uma corrida do mundial de Formula Um, o GP da Africa do Sul em 1975, desde a participação de Maria Teresa de Fillipis no CP da Bélgica em Spa no ano de 1958, onde chegou em 10º lugar pilotando  uma Maserati 250F.


 Montjuich 1975 March 751, 6º ugar.
Kyalami 1975, March 741
1.000 KM de Monza, Alpine Renault A411 classe até 2.000cc, vitória com Marie Claude Beaumont.
500 KM de Interlagos 1972, Fiat Abarth

1975 também foi um belo ano para Lella nos Sport Protótipos quando correu pela Alpine Renault com o A411 na classe até 2 litros. Em dupla com  a francesa Marie Claude Beaumont fizeram grandes corridas, como o 6º lugar na geral nos 1.000 KM de Mugello e o 4º lugar na geral e vitória na categoria nos 1.000 KM de Monza.
Continuou correndo em várias categorias até 1984, faleceu no ano de 1992 aos 51 anos.
Levou sobretudo a profissão que abraçou muito à sério, à ela nossas homenagens.

domingo, 8 de março de 2009

Lella , Michelle e Danica

Lella e a Brabhan Bt 44 B
Michelle e o Audi Quattro .

Danica


Hoje Dia Internacional da Mulher , resolvi fazer minha homenagem a todas escrevendo sobre três "botas" , Lella Lombardi , Michelle Mounton e Danica Patrick . Deixo tambem meu carinho a algumas grandes mulheres com quem tenho ou tive a honra de conviver , Arinda Amaral Lemos , minha mãe que a todos proveu , irmãos , filhos , sobrinhos e agregados , D . Emma minha mentora , minha tias Duduca e Carmelita , minhas amigas Christina , a do Rodrigo e a do Homero , a Claudia minha conpanheira de longos dez anos , e todas grandes mulheres que tive a honra de conviver . Sobre a Lella acho que meu amigo Luiz Salomão há de escrever algum texto , lembro se não me falha a memoria dela em Interlagos pilotando uma Lotus Europa , para depois aparecer na F 1 , onde pilotou por algumas corridas uma Brabham BT 44 B , corajosa pilotou F1 , numa época difícil , em que uma mulher ao volante de um F 1 era algo inimaginável . Michelle Mountom , lembro até hoje das voltas em que meu amigo Expedito Marazzi deu num circuito de motocross que havia no espaço entre a "Reta oposta " e a curva do "Sol" , ela pilotando , ele até escreveu uma matéria , depois me confidenciou " ela é uma tremenda bota , acelera onde muito marmanjo tira o pé " . Ela e sua companheira Fabrizia Pons , foram durante muito tempo figuras de ponta no mundial de rallie . E finalmente a Danica , atrevida , rápida , corajosa , que hoje enfrenta os "marmanjos" na Indy , tendo no ano passado vencido sua primeira corrida , exatamente no Japão . Seria um aviso para nós , que daqui para frente até nas pistas , nos teríamos a concorrência delas .
A todas Lellas , Michelles e Danicas meu carinho e admiração .