A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Jackie Stewart. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jackie Stewart. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Jack Brabham e Graham Hill



Fala aheeee, Grandalhão. 

Aproveitando que hj é dia do seu NATALÍCIO, mando essas imagens, que tenho QUASE certeza , que vc não deve saber que esse fato aconteceu . Foi durante o GP da Inglaterra de 1969. Umas duas semanas antes do GP , Jack Brabham estava treinando com o Brabham BT 26 que ia muito bem naquele ano e deu uma batida e quebrou o tornozelo esquerdo. Ficou impossibilitado de participar do GP inglês. Mas o que chamou atenção foram os treinos iniciais de 5ª feira. A equipe Lotus não aprontou seus carros e Jochen Rindt e Graham Hill ficaram a pé. Com isso Ron Tauranac, convidou Hill para dar umas voltas no Brabham de Old Jack , no que o então campeão mundial aceitou sem pestanejar. Uma pérola  nos anais da categoria , que hj em dia é SIMPLESMENTE IMPENSÁVEL que possa a vir a ocorrer de novo. Nas fotos vc pode ver Graham guiando o Brabham nº 8 a toda velocidade com o seu inconfudível capacete e ele parado nos boxes trocando informações com Ron Tauranac.Detalhe em pé olhando atento a outra coisa o jovem Ron Dennis. Mando tb a foto do Jack Brabham andando de muleta nos boxes na ocasião do GP. Na corrida Ickx chegou em 2º sem gasolina , mas chegou . O vencedor foi o futuro campeão mundial o escocês Jack Stewart com sua Matra Ford depois de um pega incrível com Jochen Rindt até a quebra deste. É isso meu caro . Se vc já sabia , pelo menos tentei... Se não , fica como um presente do seu aniversário.Acho que fica legal publicar no blog. 

Black Jack 
Ron e Hil na Brabham BT26 - BT = Brabham &Tauranac 
Hill e a BT26
Stewart e Rindt
Ickx
Stewart
Stewart e sua mulher Helen

Abção... Grandalhão....

Ronaldo Nazar

________________________________________________________________

Muito obrigado Ronaldão meu amigo!

Para quem não conhece a FERA o Ronaldão é um entusiasta do automobilismo, com sua enorme coleção de livros e revistas, que lê e rele sempre, tem sempre alguma ótima história para contar. Um dia conto o que este ser incrível fez e faz por nosso automobilismo! 

Um beijão à família Nazar; Sonia, tia Lena, Pandora e Ronaldão. 

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Conta Ronaldão

GP da Bélgica 1966
Spa-Francorchamps
Stewart e a BRM

Fala aheee,,,Grandalhão....
Como vc pediu no post do Facebook, vou "TENTAR" explicar uma MANIA que o Jackie Stewart pegou na F1.



E essa mania começou justamente nesse GP em SPA. Naqueles tempos, SPA tinha 14 km de extensão, pista pra lá de desafiadora. Junto com Nurburgring e Clermont Ferrand, eram adoradas e veneradas pela grande maioria dos pilotos. Jackie Stewart tinha feito o 3º tempo nos treinos com a sua BRM. Graham Hill seu companheiro de time conseguiu apenas o 9º tempo. Na largada para o GP , cujo pole position foi o inglês John Surtees com Ferrari, chovia muito no outro lado do circuito , parte inclusive que não é mais utilizada no circuito atual que é de 7 km. Na área  da largada estava seco ainda.
Dada a largada todos partiram sem problemas, mas chegando em uma área que se chama Masta Straight, Bob Bondurant, Jackie Stewart , Jo Bonnier, Mike Spence , sairam da pista depois de pegar um aquaplaning. De todos , sobrou para Stewart que ficou preso no cockpit da BRM depois de o carro cair numa vala e entortar o chassi.Olhem a cena. Tanques cheios, depois da porrada, racharam os tanques e vazou gasolina para tudo qto é lado. E Stewart preso . Uma faísca e tudo iria para o beleléu. A seguir chegou Graham Hill que tinha rodado  tb,  saiu do carro e foi ajudar Jackie , desistindo da corrida em prol do companheiro. Pegou algumas ferramentas , chaves de boca para tirar o volante , com alguns moradores  locais, e com a ajuda de Bonnier, Bondurant, Spence, conseguiram tirar o Jackie das ferragens.

Logo após a rodada e antes da panca Stewart olha para trás...
O carro de Jo Bonnier pendurado...
Rindt e Surtees...
A largada...
Eau Rouge, Big John, Rindt, Black Jack, Surtees, Stewart...
 Gurney
 Rindt
Surtees


A partir desses acontecimentos, Jackie Stewart , passou a colocar em seus carros duas chaves de boca para tirar o BENDITO volante se alguma coisa acontecesse.....E foi tb a partir desse acidente que ele iniciou a sua cruzada em pról da segurança no automobilismo. Tanto carros, pilotos e circuitos , tudo era vistoriado. Várias e várias propostas de melhorias em prol da segurança foram introduzidas na Fórmula 1. Macacão anti chamas, cinto de segurança de 3 pontos, capacetes inteiriços, caminhão hospital, áreas de escape, guard rails, equipes de bombeiros e salvamento, helicópteros, são alguns dos itens que Jackie Stewart conseguiu para tornar as corridas mais seguras.

1968, Stewart e a Matra em Zandvoort

Jackie foi Presidente da GPDA ( Grand Prix Drivers Association) por anos a fio.Lembro bem que seu maior algoz , foi Jack Ickx que depois daquele pavoroso acidente na 1ª volta do GP da Espanha em 1970 , quando depois de albarrado por Jackie Oliver seus carros pegaram fogo e Ickx ficou preso na Ferrari, sendo salvo por Oliver e os bombeiros , mudou radicalmente de opinião.

Por essa preocupação toda em prol da segurança, Jackie Stewart  foi chamado de covarde na época, mas a sua resposta ele deu dentro das pistas. Conquistou 3 títulos mundiais (1969/71/73) dois vices ( 1968/72) , sem que nem o acidente e nem muito menos a sua cruzada pela segurança , influenciassem na sua "tocada" nas corridas.

E assim foi escrita mais uma pagina pitoresca no automobilismo mundial.

Abçssss,,, querido Grandalhão.

Ronaldo Nazar

domingo, 10 de fevereiro de 2013

ALGUMAS FOTOS E COMENTÁRIOS

CAMPEONISSIMO - Brands 1972
1973, amigos amigos, negócios à parte!
 Revson e Ronnie, duas gerações, duas belas carreiras, dois botas, o mesmo fim.
Interlagos 1973, perplexo com a arrancada de Emerson, talvez nem ele acreditasse que ao final daquele ano seria tri!
Watkins Glen 1973, depois da tragédia nos treinos o show tinha que continuar. Para quem será que sorriam o Lord e seu pupilo?



sábado, 15 de setembro de 2012

CHAPARRAL 2J

Jackie Stewart e o Chaparral 2J, 1970 série CanAm

A Chaparral Cars, criada por Jim Hall e James Sharp, decide no final de 1969 abandonar a categoria Esporte Protótipos por uma série de razões, e volta-se à CanAm, campeonato na época de muito prestigio disputado no Canadá e EUA, dominada então pela MacLaren. Com a chegada dos novos pneus de perfil baixo e muita aderência ( pré slic ), os dois Texanos, projetam um carro para aproveitar a nova tendência. Extra oficialmente sempre contaram com o apoio da GM, embora essa negasse, e agora junto com a Firestone, construíram o primeiro carro a adotar o efeito solo. Ao contrário de Chapman que aproveitava o ar que passava por baixo do carro, eles "simplesmente" construíram ventiladores, tocados por um motor de dois cilindros e 45 hp, para sugar todo ar debaixo do carro e colá-lo na pista.


Vic Elford, 1970

Para isso contavam com saias em toda volta do chassi, eram feitas de um material novo o Lexan, apoiadas em laterais com molas pressionavam até que tocassem no solo, e com o ar aspirado pelos extratores grudavam o carro a pista. Junto com os novos pneus Firestone o carro vai para pista e se torna imbatível. Ao contrário do Lotus que precisava de velocidade para aumentar a aderência, o Chaparral 2J tinha aderência em qualquer tipo de curva, pois o efeito solo estava sempre sendo produzido pelos extratores de ar.




A película de Lexan que com o motor de 45 hp que sugava o ar , grudava o carro ao solo.
Seu motor era um Chevrolet de 7.600 cc, o cambio como nos carros de Esporte/Protótipos automático de duas marchas. Suspensão por triângulos seu esquema de chassi era convencional.
Sua estréia foi em Watkins Glen, pilotado por Jackie Stewart e depois por Vic Elford. O carro era simplesmente muito mais rápido que os outros, freava e fazia qualquer curva numa velocidade muito superior aos demais.
O motor do extrator de ar tinha 45 hp e as rodas traseiras de 15 pol de largura 

Detalhe da grande quantidade de detritos jogada para trás do carro. O recente episódio Baricchelo/Massa mostrou como são perigosos os detritos jogados pelos carros da frente.

Seu grande problema era a enorme quantidade de sujeira jogada para traz, o que prejudicava os outros pilotos. Como nenhuma equipe conseguia segurar a Chaparral começaram as reclamações contra o carro, e no final de 1970 a FIA decide proibir os ventiladores. Era o fim do Chaparral 2J...


_________________________________________

Post original de 29 de Setembro de 2009 



sábado, 28 de agosto de 2010

SPA-FRANCORCHAMPS 1966

Spa 1966, Rindt de Cooper-Maserati lidera com Surtees de Ferrari logo a seguir.
 
O carro de Jo Bonnier pendurado, dizem que o super pesado motor Maserati V12 segurou o carro para que não despencasse.

Hoje a Formula Um é sem duvida alguma segura. Isso se deve principalmente a um acidente com um jovem e promissor piloto no GP da Bélgica e Spa-Francorchanps a 44 anos atrás.
O baixinho e totalmente vesgo Jackie Stewart havia sido contratado pela BRM no ano anterior para correr com Grahan Hill, campeão do mundo em 1962. Era um promessa e já havia vencido sua primeira corrida valida para o campeonato no ano anterior em Monza no GP da Itália com seu companheiro de equipe Hill em segundo. E nesse ano já tinha vencido o GP Mônaco com Lorenzo Bandinni em segundo e seus companheiros de BRM, Hill e Bob Bondurant em 3º e 4º.
Na corrida de 1966 em Spa uma chuva repentina iria pegar os pilotos desprevenidos logo após a largada. Em Les Combes no topo da subida bem depois da Eau Rouge uma chuva torrencial e Jo Bonnier, Jo Sifert, Denny Hulme e Mike Spence rodaram, Stewart passou ileso, para logo em seguida enfrentar um rio que descia na Masta Kink. Onze carros rodaram e bateram, incluindo Jackie Stewart. Ele gravemente ferido com um ombro e costelas quebrados e embebido em gasolina ficou preso em seu carro. Seus companheiros Graham Hill e Bob Bondurant vendo a situação em que se encontrava imediatamente tentaram tira-lo no que demoraram vinte e cinco minutos. Levaram-no para uma fazenda nas proximidades e duas freiras que lá viviam ajudaram a cuidar dele até que chegasse ajuda adequada.
“Não me preocupava com a questão de segurança até aquele dia , pensava como todos outros a esse respeito. Era sempre o outro que ia morrer. Mas preso a um carro e ensopado de combustível por vinte e cinco minutos tive muito tempo para pensar sobre a questão”.
 
Resultado da corrida.
 
1º    John Surtees - Ferrari
2º    Jochen Rindt - Cooper-Maserati
3º    Lorenzo Bandini - Ferrari
4º    Jack Brabham - Brabham-Repco
5º    Richie Ginther - Cooper-Maserati
6º    Guy Ligier - Cooper-Maserati

PS:Após essa corrida Stewart pediu a seus mecânicos que soldassem uma chave fixa na porca do volante de seu carro, caso precisasse novamente sair às pressas.


terça-feira, 29 de setembro de 2009

CHAPARRAL 2J

Jackie Stewart e o Chaparral 2J , 1970 série CanAm .

A Chaparral Cars , criada por Jim Hall e James Sharp , decide no final de 1969 abandonar a categoria Esporte Protótipos por uma série de razões e volta-se à CanAm campeonato na época de muito prestigio disputado no Canada e EUA , dominada então pela MacLaren . Com a chegada dos novos pneus de perfil baixo e muita aderência ( pré slic ), os dois Texanos , projetam um carro para aproveitar a nova tendência . Extra oficialmente sempre contaram com o apoio da GM , embora essa negasse , e agora junto com a Firestone , construíram o primeiro carro a adotar o efeito solo . Ao contrário de Chapman que aproveitava o ar que passava por baixo do carro , eles "simplesmente" construíram ventiladores , tocados por um motor de dois cilindros e 45 hp , para sugar todo ar debaixo do carro e cola-lo na pista .

Vic Elford , Chaparral 2J , 1970 .
Para isso contavam com saias em toda volta do chassi , eram feitas de um material novo o Lexan , apoiadas em laterais com molas pressionavam até que tocassem no solo , e com o ar aspirado pelos extratores grudavam o carro a pista . Junto com os novos pneus Firestone o carro vai para pista e se torna imbatível . Ao contrário do Lotus que precisava de velocidade para aumentar a aderência , o Chaparral 2J tinha aderência em qualquer tipo de curva , pois o efeito solo estava sempre sendo produzido pelos extratores de ar .



A pelicula de Lexan que com o motor de 45 hp que sugava o ar , grudava o carro ao solo .
Seu motor era um Chevrolet de 7.600 cc , o cambio como nos carros de Esporte/Protótipos automático de duas marchas . Suspensão por triângulos seu esquema de chassi era convencional .
Sua estreia foi em Watkins Glen pilotado por Jackie Stewart e depois por Vic Elford . O carro era simplesmente muito mais rápido que os outros , freava e fazia qualquer curva numa velocidade muito superior aos demais .

O motor do extrator de ar tinha 45 hp e as rodas traseiras de 15 pol de largura .

Detalhe da grande quantidade de detritos jogada para trás do carro . O recente episódio Baricchelo/Massa mostrou como são perigosos os detritos jogados pelos carros da frente .

Seu grande problema era a enorme quantidade de sujeira jogada para traz , o que prejudicava os outros pilotos . Como nenhuma equipe conseguia segurar a Chaparral começaram as reclamações contra o carro , e no final de 1970 a FIA decide proibir os ventiladores . Era o fim dos Chaparral..