A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Ferrari Drogo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ferrari Drogo. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Museu Ferrari

A 250 Drogo ao lado de outra maravilha a 250 LM.


Pois bem, vamos lá! 
1961 a Ferrari lança a 250 GT, um carro maravilhoso, no ano seguinte para homologar esse carro para categoria GT da FIA don Enzo faz uma edição de 25 carros com características especiais para disputar o Campeonato do Mundo da categoria, era a mítica Ferrari 250 GTO - “O” de Omologatta. Dizem algumas más línguas que com um certo aperto financeiro apenas algumas dessas belas máquinas foram realmente feita à época.


 Le Mans 1962 a Drogo da Scuderia Serenissima de Carlo Maria Abate e Maurice Trintgnant. 


O conde Volpi que tinha uma 250 GT muito rápida encomenda uma para disputar o campeonato iria entregar o carro à equipe comandada por Carlo Chitti ex Ferrari, e Piero Bizzarrini, Enzo demora à entregar, provavelmente temendo a concorrência da equipe de seu ex companheiro. 
Cancelada a encomenda Chitti e Bizzarrini entregaram uma 250 GT para que a Piero Drogo Carrozzeria Sports Cars de Modena a transformasse em um carro de ainda mais competitivo. Piero Drogo aproveitou algumas teorias aerodinâmicas do engenheiro Dr Kamm para o carro, que embora o tenham enfeiado um pouco trouxeram resultados. Fora isto trouxe o motor V12 de 3.000cc um pouco mais para trás, reduziu o peso do carro em aproximadamente 100kg e algumas outras melhorias em freios e motor.
Bem mais velozes e rápidas que os carros de fabrica don Enzo logo conseguiu que ela não fossem incluídas na homologação e por este motivo correram na categoria Protótipos, não fazendo concorrência ao carros de fabrica ou de clientes, e tendo que enfrentar carros mais potentes.
Em Le Mans as Ferrari Drogo eram aproximadamente 7 km/h mais velozes em Mulsanne que as GTO carros de fábrica! 
Ao receber hoje a NL da Ferrari vejo que uma delas está no museu da fabrica, provavelmente uma comprada na época por Gianni Agnelli, e vejo como o tempo pode apagar magoas e desavenças!

Rui Amaral Jr


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Ferrari Drogo

A Drogo de Modena, era uma empresa de carrocerias, e duma briga entre Enzo Ferrari e alguns de seus mais caros colaboradores, Carlo Chitti entre eles, fez para o Conde Volpi esta estranha carroceria para o mais belo corro que a Ferrari fez, a 250 GTO.
O pior de tudo é que com esse pacote aerodinâmico, com a traseira desenvolvida pelo Dr.Kamm, e tendo o peso do carro sido reduzido em 100 kg, seu motor deslocado mais para trás e o centro de gravidade abaixado, ele foi mais rápido que as Ferrari oficiais nas em várias corridas do ano de 1962.
Tanto que o Velho Mafioso, ops desculpem, o Comendador Enzo Ferrari, conseguiu que a FIA o enquadrasse na categoria GT para que não concorresse com suas GTO - Gran Turismo Omologata.
A primeira foto vi no blog de meu amigo Chico Pellegrino, e depois o Milton Bonani e eu desvendamos o mistério no site do link a seguir.