A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador Barra da Tijuca. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Barra da Tijuca. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 30 de junho de 2009

FERRARI 250 GT - GTO

A linda 250 GT chamada tambem de 250 Berlinette

Quando escrevi sobre a corrida vencida pelo Camilo na Barra da Tijuca comentei que não tinha certeza de ser a Ferrari pilotada por ele uma 250 GT ou uma 250 GTO . A identificação da Ferrari para os seus carros é feita pelo nome , e o numero a seguir representa a capacidade cúbica de um só cilindro , assim a 250 com motor V12 tem um motor com três litros de deslocamento ( 3.000 c.c. ) . O predecessor deste carro foi o 250 Europa lançado em 1953 , em 1955 surgia esta maravilha de carro a 250 GT , seu motor V 12 de 3.000 c.c. tinha uma potencia de 200 hp , era alimentado por três carburadores duplos Weber 36 DCZ . Sua distancia entre eixos era de 2.60 cm e bitola de 1.36 cm . Logo estes carros foram para as pistas , eram conhecidos como Berlinettas 250 e seu motor já rendia então 260 hp era um bom carro , só que a Ferrari queria um carro mais agil e rápido , para isto construiu um chassi tubular de estrutura mais simples , diminuiu sua distancia entre eixos para 2.40 cm e conseguiu tirar 280 hp de seu motor , alem de a partir de 1959 dota-las de freios a disco Dunlop .

Camilo e a Ferrari , a caminho da vitória na Barra da TIjuca .
O nome GTO surgiu pela nessecidade de ser este carro homologado para categoria Gran Turismo , assim nasceu o Gran Turismo Omologato ou GTO . No começo este carro apresentava alguns problemas aerodinâmicos acima dos 240 km/h então seu bico foi modificado , e acrescentados dois spoilers traseiros , um aquele maravilhoso que fez escola embelezando ainda mais sua traseira e outro na parte de baixo do carro , alem disto sua bitola traseira foi aumentada .

A 250 GTO , reparem no belo spoiler traseiro , e a bitola traseira mais larga .



A frente da 250 GTO , com as tres tomadas de ar fechadas e o ressalto para o motor Testarossa .


As tomadas de ar , tudo nela é simplesmente maravilhoso .


O motor Testarossa , 300 hp à 7.500 rpm , como disse meu irmão Paulo , " dava uma pancada nas costas "

Seu motor agora era o famoso Testarossa , sem as tampas vermelhas que identificavam o carro homónimo , alimentado por seis carburadores Weber 38 DNC este motor , com algumas mudanças no cabeçote , principalmente nas válvulas alcançava os 295 hp à 7.500 rpm , chegando alguns a 310 hp . Conforme a relação de diferencial este carro podia chegar em algumas pistas a velocidade de 270 km/h . Era e é até hoje uma jóia rara .




A Testarossa , Agnaldo de Goes correu com um destes os 500 KM de Interlagos de 1961 , foi 2º colocado . Dela saiu o motor para a 250 GTO .