A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador 12 Horas de Sebring 1970. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 12 Horas de Sebring 1970. Mostrar todas as postagens

sábado, 12 de janeiro de 2013

12 horas de Sebring 1970




Era a segunda etapa do Campeonato Mundial de Esportes Protótipos, na primeira os Porsches 917K haviam dominado, com o primeiro Pedro Rodriguez/Leo Kinnunen/Brian Redman e o segundo de Jo Siffert e Brian Redman que conduziu os dois carros. A Ferrari com sua 512S chegou em terceiro com  Mario Andretti, Arturo Mesário e Jackie Ickx, apesar deste carro ter feito a pole. Na categoria até 3 litros a Ferrari venceu com o quarto lugar na geral de San Posey e Mike Parkes que pilotaram uma 312P coupe da NART - North American Racing Tean. 
Chega Sebring e a nata do automobilismo mundial estava presente, na categoria Sport até 5.000 eram várias Ferrari, Porsches, os favoritos, Lola, Ford GT40. Na Protótipos até 3 litros, a briga era maior ainda com as Ferrari 312P, Matra-Simca MS650, Alfa Romeo 33/3, Porsche 908/2. 
Eram 83 inscritos, desses treinaram 73 carros e 68 se classificaram para a largada, além dos citados acima eram vários carros das outras categorias, como Abarth, Chevron, Lotus na categoria Protótipos e os inúmeros carros de Turismo como Camaro, Corvette, MG, Porsche, Alfa Romeo, Lancia, Mustang, Javelin, Austin Healey, BMW, Fiat, Volvo...


GRID

A Ferrari 512S de Mario e Arturo
Na largada Revson Porsche 908/2 ao lado a Ferrari 312P da NART  #22 de Mike Parkes/Chuck Parson, #23 outra 312P de Tony Adamowicz/Luigi Chinetti Jr.

Na largada Mario Andretti, Ferrari 512S, faz valer a pole e pega a ponta, como se vê no vídeo, seguido de perto por Jo Siffert, Porsche 917K, numa briga feroz entre dois gigantes. Apesar de estarem pilotando os outros carros vários outros gigantes, entre eles Black Jack de Matra, Pedro Rodriguez de Porsche, Piers Courage de Alfa Romeo, numa lista incrível de grandes nomes, Jo e Mario lutam ferozmente pela ponta.  
Na primeira parada (aos 3 minutos do vídeo) vê-se o desespero de Mauro Forghieri para levar novamente a Ferrari para pista, quando Mario é substituído por Merzario. A noite cai e a 512S de Mario/Arturo, que vinha brigando pela ponta, apresenta problemas de cambio, abandonando. Logo a seguir Mario assume o lugar de Giunti, na 512S #21 de Vacarella/Ignazio Giunti. 
Muitos carros de ponta quebram e para surpresa geral o Porsche 908/2 de Peter Ravson/Steve McQueem, está na ponta e Revson depois de pilotar por mais de 11 horas entrega o carro ao ator, que depois de uma curta permanecia devolve o carro a Revson. À 12 minutos do final o 917K de Siffert/Rodriguez/Kinnunen tem problemas e Mario parte para uma vitória emocionante, disputada desde o inicio da corrida! 

Começo da corrida, Mario e Revson.

RESULTADO





Li muito tempo atrás um depoimento de Mario em que ele conta sobre esta corrida e toda emoção que teve durante as 12 horas. A certa altura comenta a corrida de Revson/McQueen e elogiando a grande tocada de Revson se mostra chateado, pois os alto falantes do autódromo falavam apenas do ator, quando a total  responsabilidade pela tocada era de Revson. Conta ainda que quando foi passar pelo 908/2 pilotado pelo ator estava com um pouco de raiva, mas passou tão rápido por ele que nem notou. Vou transcrever parte deste depoimento que achei em inglês: Mario Andretti wasn’t very happy about McQueen getting so much attention, “I remember they kept announcing, ‘Steven McQueen! Steve McQueen! Steve McQueen!” Andretti said in a phone interview, “They never mentioned Revson, and Revson drove the lion’s share of that race because Steve had a broken foot. Revson was doing a phenomenal job, obviously, but he never got mentioned. So that sort of motivated me somewhat.”

Para Ronaldo, Paulo, Ararê, André e Walter, que acertaram a charada da foto na mosca!

Um abração,


Rui Amaral Jr

domingo, 23 de dezembro de 2012

12 Horas de Sebring 1970



Vejam que espetáculo, a briga entre dois Gigantes, Pedro e Mario.
Depois conto mais sobre a corrida.