A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach

quinta-feira, 26 de março de 2015

Conta Chico

.......... , pois é RUI, vendo essa bela foto do mestre LUIS P. BUENO em seu BERTA - FORD, me veio à lembrança de um episódio de um dia de treino, em que WILSON FITTIPALDI estava também treinando com o primeiro COOPERSUCAR F I  e em dado momento ele pediu para o LUIS sair com o BERTA, pois ele queria ver como se comportava seu F 1 no vácuo ......!!!!!!! Saíram juntos e o LUIS começou a abrir do COOPERSUCAR o que depois de algumas voltas eles entraram para os BOXES e aí eu cheguei para o LUIS e lhe falei que ele poderia ter """" maneirado """" um pouco, no que ele me respondeu ,naquele jeito engraçado de falar que """" não foi por querer """".........!!!!!!!!!! . Tinha um humor fino.......!!!!! Certa vez , ele já doente, fomos visita- lo a ATIBAIA. Estávamos no auto do CELSO FREITAS com ele pilotando sua maquina, o EURICO SODRE e eu . Quando chegamos em sua casa, o EURICO falou para ele que tínhamos feito a viagem em 20 minutos, o que de pronto LUIS perguntou se então tínhamos parado para almoçar ........???????? !!!!!!!!!!! Foi uma risada só ,há há há !!!!!!!!!!!

Luiz, Vitório Andreatta Filho, Wilsinho, Pace e Chico. 


Que DEUS o TENHA......

Abraco amigo de CHICO LAMEIRÃO


quarta-feira, 25 de março de 2015

Conta Walter


Luiz
Ciro
Camilão

Vendo essas fotos, me ocorre aquele silêncio com vozerio, antes da largada. Placa de cinco minutos. Passa o tempo, as equipes vão abandonando o 'grid', ligam os motores, sobe o giro, sobe, sobe, largada!
Da arquibancada, se vêm os carros indo para a Curva 1, muito rápidos e somem.
Olhos fixos na Curva 2, para ver o Luizinho em primeiro e o resto do pelotão brigando pelo resto das posições.
Descida do retão, lindamente velozes, rocando MUITO alto, lá longe.
Curva 3 sempre tinha ultrapassagens.
Ferradura desafiadora, todos balançando e roncando. Sobem para o Lago, rocando mais perto.
O Sol e a entrada do Sargento não dava para ver.
Laranja, Esse, Pinheirinho (o pinheiro estava ali), Bico de Pato, Mergulho, Junção e sumiam.
Mas vinham subindo para nos encontrar. Roncando muito. Balançando muito.
Porsche 908 já folgado na frente.
E então um sortido bloco de carros de 3 e 5 litros, equilibrados.
Mais o resto do pelotão. O "resto" inclui jóias históricas como o Bianco do Camilo Cristófaro e o Opala 44 do Ciro Cayres.
Esse foi o automobilismo que nos fez apaixonados pelo esporte e pelas máquinas.
O Rogério Luz captou e o Rui nos traz esse show de imagens que só quem viveu sabe o que era aquilo: sen - sa - cio - nal!!!

Walter

__________________________________________________________________


HISTORIAS DE PREPARADORES, MECÂNICOS, PILOTOS E OUTRAS PESSOAS QUE FAZEM DO AUTOMOBILISMO ESTE ESPORTE FABULOSO.


Assim está escrito na testeira do "Historias" e desde que comecei cinco anos atrás essa era minha intenção, contar historias dos amigos que fiz no automobilismo, alguns eram amigos de infância,  dos ídolos e de todos que admiram o esporte.
Muita gente boa se juntou à mim e assim vamos fazendo o blog, amigos que com prazer contam suas passagens, outras pessoas que não conhecia que aqui fiz amizade e hoje são amigos pessoais, muitos que seguem o blog e interagimos constantemente e por aí vai...
Neste comentário do Walter, que pedi autorização para transformar em post, a visão do fã, do apaixonado, sua visão da largada é parecida com a nossa lá de dentro, talvez até o frio na barriga seja igual.  Outra coisa muito parecida é a visão dos ídolos, pois mesmo nós que dividimos a pista com eles, tratamos Luiz, Ciro, Camilo, Bird, Avallone da mesma forma.
Não vou citar um à um dos que aqui escrevem e colaboram, mas todos nós agradecemos à vocês que nos acompanham nesta jornada.

Obrigado Walter e um abração à todos.

Rui Amaral Jr



Obrigado à meu amigo Rogério. 

segunda-feira, 23 de março de 2015

Conta Chico

6 Horas de Vila Real 1969

... , pois é RUI, a 1.000 metros a partir desse ponto da largada, tem uma curva chamada """ da TIMPEIRA"""" que é a de mais alta que tem no CIRCUITO de VILA REAl , e se fazia - à """" pé em baixo""" . De F. FORD estaria-se à um pouco mais de 200 KLMs/ H, e foi aí que justamente me quebrou um bool JOINT da suspensão traseira direita em que com isso eu fiz 4 / 360 graus em que nos primeiros 180 graus o auto ficou em duas rodas.........!!!!!!! , no que levantei o braço esquerdo para ter mais movimento dentro do COKPIT e com a mão direita fui a cada 180 graus corrigindo para o carro ter um pouco mais de """ apoio"""" no asfalto , mas a bem da verdade foi o """"" LÁ de CIMA"""" que """" ORDENOU""" que eu não batesse em nada......!!!!!! Para você ter uma ideia neste circuito que mescla cidade e estrada, MARIO ARAÚJO CABRAL em um PORSCHE 917 chegou à velocidade de 320 KLM/ H, onde não havia guard rail algum, se atravessava duas pontes e dois trilhos de trem ou comboio como dizem nossos irmãos portugueses...... É parece que os pilotos daquela época, tinham outros """" sangues""""......!!!!!!!!!!! Sempre descrevo que o CIRCUITO de VILA REAL foi o mais emocionante que corri , não tenho duvida alguma disso ......



Abraco amigo de CHICO LAMEIRÃO 

-------------------------------------------------------------

Foto que peguei no grupo de Vila Real do Facebbok e enviei ao Chico, fã incondicional do circuito, agradeço à todo pessoal do grupo e especialmente à Vitor Capeloa que postou a foto.

Rui Amaral Jr 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Conta Junior

Em 1979 inovamos com um cambio seco, ou seja colocamos uma bomba de óleo dupla igual a do motor no cambio, não tinha óleo dentro do cambio, ele ficava em um reservatório, evitando assim o contato da cora e pinhão com óleo, final da historia 200 RPM a mais no final do retaõ em Interlagos. Outra inovação foi a retirada da ventoinha com tomadas na lateral, um erro o local escolhido das tomadas pois nas retas era fantástico mas nas curvas e nos enrosco com outros faltava ar sempre no sentido da curva, acarretando altas temperaturas e varias quebras. No meio de 1979 iniciamos o novo carro que estreei em 1980 e quase fui novamente campeão.

Junior Lara Campos

 E deu trabalho mesmo! Box de Jacarepaguá Manduca, Beto, Eduardo Saraiva e os irmão Levorin, Arno e Marcos trabalham trocando o motor do carro... 
Sem a ventoinha

terça-feira, 17 de março de 2015

VELOCULT VI edição - 2015

 Paulo Solariz e sua criação...
 A homenagem...os 40 anos do primeiro Formula Um brasileiro.
Os homenageados...
Wilson
Emerson e Paulo
Emerson ao lado de Bird e Raul Boesel

Seis homenageados no Hall da Fama, Elda Pace por José Carlos Pace, Chico Lameirão, Carol Figueiredo, Raul Boesel, Alex Dias Ribeiro e Alfredo Guaraná Menezes colocaram suas mãos e assinaram para posteridade.
Carol, Elda e Chico.
Guarané, Alex e Raul com Paulo ao lado.
Aglaci esposa de Paulo incansável na organização.
 Carol, Elda, Chico, Alex, Raul e Guaraná.
   
É impossível para mim descrever o Velocult, o resgate histórico que o Paulo nos trás junto com sua esposa Aglaci e Ronaldo Nazar autor do vídeo mostrado aos presentes, a emoção campeia do começo ao fim, então vou mostrar as fotos e apenas comenta-las.

Obrigado Paulo, Aglaci e Ronaldão,

Rui Amaral Jr

Homenageados com o troféu Velocult
 Floriano Pesaro, Paulo Gomes, Águia, Marinho, Casarini, Chico Serra, ?, Emerson, Paulo, Hans, Bird.
Camilinho por seu pai Camilo Christófaro, Minelli, Pedro Victor, Artur Bragantini, Darci Medeiros, ?, Marco Brizzi por seu pai Nelson Enzo Brizzi, Wagner Gonzalez, Fabio Souto Maior, ? e Zereu.
 Tché
 Darci
 Marco
Zereu
Floriano por todo apoio que tem prestado ao automobilismo paulista.
 Camilinho
 Artur
 Fabio
 Pedro
 Minelli

O encontro dos amigos...
 Ronaldão, Tché, Paulo Viscardi, Águia, Emerson e Wilsinho. 
  Luiza e Bird Clemente com seu cunhado e Ronny Reichmann. 
Gabriel Marazzi, Águia, Paulo Viscardi e Charutinho.
 Regina Calderoni e Jan Balder.
 Kaio Castro e Regina
 Tché a lenda!
 Ícones...Miguel Crispim Ladeira, Chico Lameirão e Mario Cezar de Camargo Filho.
 Emerson, Floriano e José Eduardo Avila.
 Gláucio e Carol
 Raul
Crispim 
 Marinho
Com Arturão, Regina e Duran ao nosso lado meu amigo Sandro Kuschnir conversa com o Bastos. 
 rsrsrs...ia dizer que não conhecia mas estou com eles...Ronaldão e Gláucio.
 Com Claudio Cavallini.
Com Ronaldão, Floriano e Sandro Kuschnir nosso apoio em tudo que diz respeito ao automobilismo paulista!
  Tché, Paulo Viscardi, Águia, Emerson, Tucano e Wilsinho.
Três super...Jan, Crispim e Edimar Della Barba.  
 Águia, Sergio Guerra, Paulo. 
 Gláucio, Regina, Sérgio, eu, Francis e Emerson.
Rodrigo e seu pai Caíto, eu, Raul e Débora.
Kiko Iório

Os fotógrafos à quem agradeço e divido este post...
 Claudio Laranjeira e Jotta Santana dois ícones de nossa fotografia.
Rogério Da Luz...ele assim como suas fabulosas fotos existem!
 Sergio Albuquerque 
 Cassio Toledo com Gláucio Teixeira e Ronny.
Edison Guerra e Emerson
Humberto da Silva



Obrigado pelas fotos Jotta, Rogério, Edison, Cassio, Gláucio, Sérgio, Kaio Castro e Ana Raquel Iório.

  Todos pilotos presentes reunidos por sugestão de Emerson Fittipaldi.
Wilsinho, Alex, Guaraná, Carol e Chico.    
Marinho, Bird, Emerson, Raul, Wilsinho, Alex, Guaraná, Carol e Chico.

AOS AMIGOS