A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Quando a criança nasce bonita...

Todo mundo quer ser o pai...vai crescendo bonita e muito ti ti ti, um pavão, geralmente urubus com espanadores no traseiro se autodenominando a bela ave, dizem isto e quilo sem ao menos ter conhecido a mãe da criança...caso o rebento quando com mais idade se torne CEO de alguma grande empresa, jogador de futebol famoso, cantor sertanejo ou ainda pagodeiro de sucesso...aí então os tais pavões ou simples maricotas de plantão tentam de qualquer forma tomar para si a paternidade do rebento!
Assim aconteceu com a Formula Vee...que eu saiba criada pelo Joca e por meu amigo Zuzu timidamente anos atrás para ser uma categoria para jovens senhores e antigos pilotos brincarem nas pistas (nas pistas de verdade nunca se brinca, automobilismo de qualquer forma é um esporte sério e infelizmente letal em certas circunstancias), acontece que com a chegada de novos pilotos e grids cada vez maiores tornou-se para nós conhecedores e apaixonados pelo esporte a possibilidade de que pudesse preencher uma lacuna em nosso pobre automobilismo, e outra vez com uma categoria de baixo custo e disputadíssima revelar novos talentos.
Veio o ano de 2013 e o Joca se desliga da categoria, conversei com os dois e não vou transmitir aqui o que falamos muito menos o fiz de um para o outro pois não sou nenhuma maricota muito menos um desses “pavões” de plantão, quando tenho que falar alguma coisa o faço de peito aberto, nunca pelas costas e para quem de direito!
Veio então essa categoria “alternativa” tentando tirar pilotos e agora unir os horários de uma forma acintosa. Categorias criadas e que oferecem promessas mil já vimos de monte até recentemente uma ou duas criadas por um piloto de F.Um que apenas apareceu na mídia e nada de novo trouxe ao nosso cenário do automobilismo de competição!
A Vee é um sucesso e desde o ano passado vejo algumas ações para desestabilizar a categoria culminando com a prova de março deste ano quando um carro fora das especificações venceu e como estava “legalmente” dentro do regulamento, apesar do novo adendo de peso ter sido encaminhado ao órgão competente no ano de 2013 e não ter sido “aprovado”, havia um consenso que todos os carros o adotariam. Como vemos foi uma vitória legal mas de meu ponto de vista pouco ética a tomada de posição dos comissários técnicos e desportivos.
Tenho amigos que correm na Vee como o Sérgio, Heitor e outros e outros que estão nesta outra categoria assim como um grande preparador por quem tenho grande respeito e carinho, e peço à todos que pensem com cuidado em toda essa situação.
Culminou tudo isto no pedido feito de forma liminar pela Vee e muito bem fundamentado pelo Adv Bruno Poppa do escritório Tepedino/Miglioli/Berezowisk Advogados para que todo este imbróglio seja resolvido na justiça comum, levando mais uma vez nosso automobilismo que dá certo à uma situação lamentável.
Peço aos envolvidos que cheguem à um consenso, que a legalidade e verdade sejam restabelecidas, peço ao meu amigo Roberto da Silva Zullino e ao Marcelo Chama, a quem não conheço mas tenho ótimas referencias, que voltem ás negociações sérias e peço ao amigo de tanto tempo José Luiz Bastos que conduza nossa Federação à um caminho de paz e que possa trazer às nossas pistas um automobilismo de verdade que possa enfim fazer jus ao nosso passado e revelar nosso futuro!

Rui Amaral Jr


NT: Como os comentários não estão aparecendo no blog peço a quem quiser se manifestar que o faça através de meu endereço de e-mail  ruiamaraljr@gmail.com e como sempre darei direito de resposta e manifestações tanto contra ou à favor de meu texto.  


--------------------------------------------------------------------

O pedido liminar na integra 



terça-feira, 15 de abril de 2014

Kiko Iorio


Kiko e Paulo Solariz

Conheci o trabalho do Kiko na festa do Velocult, dias mais tarde no final da exposição voltei com meu amigo Carlos de Paula e então pude bater um longo papo com o casal simpaticíssimo Ana Raquel e Kiko Iorio e mais do que isto observar de perto os maravilhosos carros que ele faz em papel.

 A Lancia/Ferrari D50 carro que deu à Juan Manuel Fangio seu titulo mundial de 1956 e foi pilotada no começo de 1955 com maestria por Alberto "Ciccio" Ascari.
  


 A Alfa Romeo Alfetta que deu à Nino Farina o primeiro campeonato de F.Um em 1950 e o de 1951 a Fangio.

 Fiat 1924

 Miller TNT 1919

 Bugatti T36 de 1927
National Race 1916

Ana e Kiko com Regina Calderoni grande admiradora do trabalho dele!


Para conhecer mais do trabalho do Kiko www.automoveisdepapel.com.br  e seus e-mails kikoiorio@ig.com.br   e  kikoiorio@hotmail.com para mais informações e pedidos.

Rui Amaral Jr

----------------------------------------------------------------------------------

NT: Sobre o Velocult e o excelente trabalho do genial Paulo Solariz que conta entre outros com a ajuda de meu não menos genial amigo Ronaldo Nazar, estou devendo à vocês um post. Que mostrarei assim que eu conseguir postar o maravilhoso vídeo do Ronaldão e as ótimas fotos de meu amigo Cassio Toledo enviadas pelo Gláucio Teixeira!

Abraços à todos

Rui






Apenas uma foto...


...de um certo Candango à caminho do tri campeonato de F.Um! 
A foto é dos arquivos de meu amigo Benjamin "Biju" Rangel que dividia a equipe com Piquet... 

A equipe Gledson com Peter , Nelson e Biju como pilotos e Giba o chefão!

...acontece que por mais que eu peça o Biju nada escreve para nós, ontem num longo papo via Skype conversamos à três com nosso querido amigo Julio Caio -Azevedo Marques- mais de hora e meia...e um assunto que começou sério e cinco minutos descambou e nada dos dois escrevem algo para nós! Um dia quem sabe!

Um abração Julio, Biju e à todos.

Rui