A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach

quinta-feira, 26 de março de 2015

Conta Chico

.......... , pois é RUI, vendo essa bela foto do mestre LUIS P. BUENO em seu BERTA - FORD, me veio à lembrança de um episódio de um dia de treino, em que WILSON FITTIPALDI estava também treinando com o primeiro COOPERSUCAR F I  e em dado momento ele pediu para o LUIS sair com o BERTA, pois ele queria ver como se comportava seu F 1 no vácuo ......!!!!!!! Saíram juntos e o LUIS começou a abrir do COOPERSUCAR o que depois de algumas voltas eles entraram para os BOXES e aí eu cheguei para o LUIS e lhe falei que ele poderia ter """" maneirado """" um pouco, no que ele me respondeu ,naquele jeito engraçado de falar que """" não foi por querer """".........!!!!!!!!!! . Tinha um humor fino.......!!!!! Certa vez , ele já doente, fomos visita- lo a ATIBAIA. Estávamos no auto do CELSO FREITAS com ele pilotando sua maquina, o EURICO SODRE e eu . Quando chegamos em sua casa, o EURICO falou para ele que tínhamos feito a viagem em 20 minutos, o que de pronto LUIS perguntou se então tínhamos parado para almoçar ........???????? !!!!!!!!!!! Foi uma risada só ,há há há !!!!!!!!!!!

Luiz, Vitório Andreatta Filho, Wilsinho, Pace e Chico. 


Que DEUS o TENHA......

Abraco amigo de CHICO LAMEIRÃO


quarta-feira, 25 de março de 2015

Conta Walter


Luiz
Ciro
Camilão

Vendo essas fotos, me ocorre aquele silêncio com vozerio, antes da largada. Placa de cinco minutos. Passa o tempo, as equipes vão abandonando o 'grid', ligam os motores, sobe o giro, sobe, sobe, largada!
Da arquibancada, se vêm os carros indo para a Curva 1, muito rápidos e somem.
Olhos fixos na Curva 2, para ver o Luizinho em primeiro e o resto do pelotão brigando pelo resto das posições.
Descida do retão, lindamente velozes, rocando MUITO alto, lá longe.
Curva 3 sempre tinha ultrapassagens.
Ferradura desafiadora, todos balançando e roncando. Sobem para o Lago, rocando mais perto.
O Sol e a entrada do Sargento não dava para ver.
Laranja, Esse, Pinheirinho (o pinheiro estava ali), Bico de Pato, Mergulho, Junção e sumiam.
Mas vinham subindo para nos encontrar. Roncando muito. Balançando muito.
Porsche 908 já folgado na frente.
E então um sortido bloco de carros de 3 e 5 litros, equilibrados.
Mais o resto do pelotão. O "resto" inclui jóias históricas como o Bianco do Camilo Cristófaro e o Opala 44 do Ciro Cayres.
Esse foi o automobilismo que nos fez apaixonados pelo esporte e pelas máquinas.
O Rogério Luz captou e o Rui nos traz esse show de imagens que só quem viveu sabe o que era aquilo: sen - sa - cio - nal!!!

Walter

__________________________________________________________________


HISTORIAS DE PREPARADORES, MECÂNICOS, PILOTOS E OUTRAS PESSOAS QUE FAZEM DO AUTOMOBILISMO ESTE ESPORTE FABULOSO.


Assim está escrito na testeira do "Historias" e desde que comecei cinco anos atrás essa era minha intenção, contar historias dos amigos que fiz no automobilismo, alguns eram amigos de infância,  dos ídolos e de todos que admiram o esporte.
Muita gente boa se juntou à mim e assim vamos fazendo o blog, amigos que com prazer contam suas passagens, outras pessoas que não conhecia que aqui fiz amizade e hoje são amigos pessoais, muitos que seguem o blog e interagimos constantemente e por aí vai...
Neste comentário do Walter, que pedi autorização para transformar em post, a visão do fã, do apaixonado, sua visão da largada é parecida com a nossa lá de dentro, talvez até o frio na barriga seja igual.  Outra coisa muito parecida é a visão dos ídolos, pois mesmo nós que dividimos a pista com eles, tratamos Luiz, Ciro, Camilo, Bird, Avallone da mesma forma.
Não vou citar um à um dos que aqui escrevem e colaboram, mas todos nós agradecemos à vocês que nos acompanham nesta jornada.

Obrigado Walter e um abração à todos.

Rui Amaral Jr



Obrigado à meu amigo Rogério. 

segunda-feira, 23 de março de 2015

Conta Chico

6 Horas de Vila Real 1969

... , pois é RUI, a 1.000 metros a partir desse ponto da largada, tem uma curva chamada """ da TIMPEIRA"""" que é a de mais alta que tem no CIRCUITO de VILA REAl , e se fazia - à """" pé em baixo""" . De F. FORD estaria-se à um pouco mais de 200 KLMs/ H, e foi aí que justamente me quebrou um bool JOINT da suspensão traseira direita em que com isso eu fiz 4 / 360 graus em que nos primeiros 180 graus o auto ficou em duas rodas.........!!!!!!! , no que levantei o braço esquerdo para ter mais movimento dentro do COKPIT e com a mão direita fui a cada 180 graus corrigindo para o carro ter um pouco mais de """ apoio"""" no asfalto , mas a bem da verdade foi o """"" LÁ de CIMA"""" que """" ORDENOU""" que eu não batesse em nada......!!!!!! Para você ter uma ideia neste circuito que mescla cidade e estrada, MARIO ARAÚJO CABRAL em um PORSCHE 917 chegou à velocidade de 320 KLM/ H, onde não havia guard rail algum, se atravessava duas pontes e dois trilhos de trem ou comboio como dizem nossos irmãos portugueses...... É parece que os pilotos daquela época, tinham outros """" sangues""""......!!!!!!!!!!! Sempre descrevo que o CIRCUITO de VILA REAL foi o mais emocionante que corri , não tenho duvida alguma disso ......



Abraco amigo de CHICO LAMEIRÃO 

-------------------------------------------------------------

Foto que peguei no grupo de Vila Real do Facebbok e enviei ao Chico, fã incondicional do circuito, agradeço à todo pessoal do grupo e especialmente à Vitor Capeloa que postou a foto.

Rui Amaral Jr